Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Whirlpool vai comprar Maytag e passa a liderar sector

A Whirlpool vai comprar a rival norte-americana Maytag por mais de 1,6 mil milhões de dólares (1,367 mil milhões de euros) e passará a ser a maior fabricante de electrodomésticos do mundo.

Paulo Moutinho 23 de Agosto de 2005 às 14:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Whirlpool vai comprar a rival norte-americana Maytag por mais de 1,6 mil milhões de dólares (1,367 mil milhões de euros) e passará a ser a maior fabricante de electrodomésticos do mundo.

Depois de fazer três ofertas de aquisição, a Maytag concordou em vender a empresa à Whirlpool, recusando a oferta de 917 milhões de euros feita por um grupo de investimento liderado pela Ripplewood Holdings, onde se integravam a Goldman & Sachs e a J. Rothschild.

Com este negócio, a Whirlpool vai tornar-se na maior fabricante mundial de electrodomésticos com um volume de vendas avaliado em 17,9 mil milhões de dólares (14,663 milhões de euros) por ano, mais do que a principal concorrente sueca Electrolux que factura pouco mais de 16,4 mil milhões de dólares (13 mil milhões de euros) por ano.

A Whirlpool ofereceu 17 euros por cada acção da Maytag e mais 32 milhões de euros de multa devido ao cancelamento do contrato com Ripplewood e os outros investidores.

Para Jeff Fettig, presidente executivo da Whirlpool a «combinação da Whirlpool com a Maytag vai criar benefícios substanciais para os consumidores, clientes e accionistas. Esta transacção vai-nos permitir alcançar uma maior eficiência e uma melhor utilização dos recursos da empresa. Vai também permitir que ofereçamos um maior número de produtos.»

A Whirlpool vai assumir 800 milhões de euros de dívida da Maytag e o acordo prevê ainda o pagamento de uma caução no valor de 98,30 milhões de euros caso a operação não se chegue a concretizar se as autoridades reguladoras do mercado se opuserem à aquisição.

As acções da Whirlpool seguem nos 66,62 dólares a desvalorizar 0,43%.

Ver comentários
Outras Notícias