Empresas WorldCom declara maior falência da história dos EUA

WorldCom declara maior falência da história dos EUA

A WorldCom, segunda maior empresa de telecomunicações dos Estados Unidos, pediu protecção contra credores em tribunal, na maior falência empresarial da história dos Estados Unidos.
Nuno Carregueiro 22 de julho de 2002 às 08:29
A WorldCom, segunda maior empresa de telecomunicações dos Estados Unidos, pediu protecção contra credores em tribunal, na maior falência empresarial da história dos Estados Unidos.

Esta medida, já esperada pelo mercado, surge depois de a companhia ter anunciado recentemente que tinha «escondido» custos de 4 mil milhões de dólares nos últimos exercícios.

A falência da WorldCom, que os analistas consideram ser a única salvação da empresa, é a maior da história empresarial dos Estados Unidos, por incluir activos avaliados em 107 mil milhões de dólares (106,2 mil milhões de euros). A última maior falência era a da Enron.

A empresa têm dívidas de cerca de 41 mil milhões de dólares (40,62 mil milhões de euros), sendo mais de metade em divida obrigacionista.

Fundada em 1983 a WorldCom realizou mais de 75 aquisições. Actualmente a empresa tem cerca de 85 mil trabalhadores e mais de 20 milhões de clientes.

Desde 1999 que a situação financeira da WorldCom se agravou, tendo desde essa altura a empresa perdido mais de 100 mil milhões de dólares (99,08 mil milhões de euros) em capitalização bolsista.

Apesar do pedido de falência, a empresa já garantiu que vai continuar a operar normalmente, tendo já garantido uma linha de crédito de 2 mil milhões de dólares (1,98 mil milhões de euros) para se manter operacional.




Marketing Automation certified by E-GOI