Telecomunicações Zeinal Bava sai da Oi com cheque de 5,4 milhões de euros

Zeinal Bava sai da Oi com cheque de 5,4 milhões de euros

Zeinal Bava renunciou ao seu cargo à frente da brasileira Oi, mas sai com um cheque de grandes dimensões.
Zeinal Bava sai da Oi com cheque de 5,4 milhões de euros
Miguel Baltazar/Negócios
Ana Torres Pereira 09 de outubro de 2014 às 13:01

Após 18 meses à frente da Oi, Zeinal Bava deixou a presidência da Oi com um cheque de 5,4 milhões de euros, noticiou a publicação brasileira Valor Econômico, cintando fonte próxima da operadora.

 

A publicação explica que o gestor saiu com um "pacote de benefícios", relativos a 36 meses de ordenado de 150 mil euros. Acrescido a isso, a Valor Econômico faz as contas a toda a trajectória de Bava desde o tempo da PT, entre remunerações e prémios e estima que o valor ronde os 50 milhões de euros.

 

A Oi não quis comentar a informção, mas a Valor sabe que Zeinal Bava acordou com os accionistas que não poderá exercer nenhum cargo à frente de uma empresa de telecomunicações, num prazo de três anos.

 

O jornal brasileiro diz que Zeinal Bava não saiu da Oi sozinho. Consigo sai também Abílio Martins, "um dos executivos mais próximos dele" e que ocupava a área de comunicação da operadora brasileira.

 

Depois de vários rumores, a Oi anunciou a renúncia de Zeinal Bava durante a madrugada de 8 de Outubro. Como o Negócios noticiou esta quinta-feira, a pressão dos accionistas brasileiros tornou insustentável a permanência do gestor à frente dos destinos da operadora brasileira.

 

Com a saída de Zeinal Bava, a Oi perdeu em bolsa 1,2 mil milhões de reais, terminando a sessão de ontem de Bolsa, avaliada em 13,3 mil milhões de reais.




pub