Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Abortado negócio para criar maior empresa mundial de gás industrial

A fusão entre a Linde e a Praxair já não vai avançar. A operação estava avaliada em 60 mil milhões de dólares.

Reuters
Negócios jng@negocios.pt 12 de Setembro de 2016 às 11:04
  • Partilhar artigo
  • ...
A fusão entre a norte-americana Praxair e a alemã Linde já não vai avançar. Esta operação iria permitir criar a maior empresa de gases industrias do mundo, mas divergências internas na Linde ditaram o seu fim.

O fim das conversações preliminares foi avançada pela Praxair esta segunda-feira, 12 de Setembro, segundo o Financial Times. O negócio está avaliado em 60 mil milhões de dólares (53 mil milhões de euros).

A ideia da fusão partiu do presidente do conselho de supervisão da Linde, Wolfgang Reitzle, mas contava com a oposição do director financeiro da companhia, Georg Denoke.

As conversações preliminares já decorriam há três meses e a estrutura e muitas partes essenciais do negócio já estavam acertadas.

Uma fonte da Praxair disse ao FT que o avançar do negócio depende da Linde "arrumar a casa. Eles não conseguem obter os votos necessários na administração, nós conseguimos".

O negócio poderá ter caído devido às barreiras regulatórias, aponta um analista. "Consolidações futuras na indústria são inalcançáveis pois os desafios regulatórios são muito grandes de ultrapassar", disse o analista do Citi, Thomas Wrigglesworth.

O negócio surgiu depois da francesa Air Liquide ter concluído a compra da americana Airgas, num negócio de 13 mil milhões de dólares. 

A Linde segue a recuar 7,26% para 137,4 euros na bolsa de Frankfurt depois do congelamento da fusão ter sido noticiado.
Ver comentários
Saber mais Praxair Linde Wolfgang Reitzle Georg Denoke Air Liquide energia gás industrial gases industriais alemanha estados unidos da américa
Outras Notícias