Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BP pode perder até 17,5 mil milhões com reviravolta no negócio do petróleo

Cotações mais baixas do barril de petróleo e a transição para uma economia mais verde podem custar várias dezenas de milhares de milhões à BP.

Negócios jng@negocios.pt 15 de Junho de 2020 às 10:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A britânica BP anunciou esta segunda-feira uma revisão em baixa das estimativas para o preço do petróleo até 2050 e assumiu que a pandemia deverá acelerar a transição para uma economia mais verde, a qual já estava nos planos da empresa. Entre imparidades e depreciações, a quebra no valor dos ativos pode ascender aos 17,5 mil milhões de dólares no segundo trimestre (o equivalente a 15,5 mil milhões de euros).

A BP espera que a referência europeia nas cotações de petróleo, o barril de Brent, tenha um preço médio de 55 dólares por barril entre 2021 e 2050. Este preço está 27% abaixo da cotação apresentada no relatório da empresa que foi publicado no final de 2019.

Paralelamente, a petrolífera britânica disse ter estado a rever o portefólio e os planos em termos de capital como parte da respetiva ambição para se tornar uma empresa de emissões zero em 2050 ou mesmo antes.

Desta forma, o valor mínimo que a BP espera perder são 13 mil milhões de dólares. Informações mais detalhadas vão ser avançadas nos resultados do segundo trimestre, que têm a respetiva publicação agendada para 4 de agosto.

De acordo com as declarações do CEO, Bernard Looney, "parece cada vez mais que vamos ter um impacto económico prolongado" e, neste sentido, considera importante reformular as perspetivas de preço, além de incorporar a "probabilidade de maiores esforços para reconstruir melhor, na direção de um mundo coerente com os objetivos do acordo de Paris".

O mesmo responsável acredita que as mudanças estratégicas da empresa, no sentido de atingir a meta já anunciada de emissões zero em 2050, são decisões "difíceis", mas que vão permitir "competir melhor durante a transição energética".

A BP segue a perder 3,87% para os 310,55 pences mas já chegou a perder perto de 6,5% esta manhã, recuando a níveis de fim de maio.

Ver comentários
Saber mais BP economia negócios e finanças energia indústria e produtos químicos economia (geral) macroeconomia conjuntura
Mais lidas
Outras Notícias