Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BPI: Regulação em Espanha dá margem para EDP Renováveis chegar aos 5,35 euros

Com menores incertezas regulatórias, a EDP Renováveis tem o caminho aberto para ser avaliada através dos seus fundamentais, comentam os analistas da casa de investimento do BPI.

Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 18 de Fevereiro de 2014 às 11:42
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...

A unidade de investimento do BPI melhorou a avaliação que faz da EDP Renováveis, justificando a decisão com as normas de regulação em Espanha, cujo impacto na empresa será mais reduzido do que o antecipado anteriormente.

 

Os analistas do BPI Equity Research esperam que a companhia de energias verdes do grupo EDP esteja, no prazo de 12 meses, a cotar nos 5,35 euros, 7% acima do anterior preço-alvo de 5%, de acordo com uma nota de “research” publicada esta terça-feira, 18 de Fevereiro.

 

Tendo em conta que está a negociar hoje nos 4,503 euros (deslize de 1,27% face ao valor de ontem), a companhia dirigida por João Manso Neto (na foto) tem um potencial de valorização de 18,8%, na óptica da casa de investimento. A Renováveis apresenta uma subida superior a 16% desde o início do ano.

 

Os especialistas Flora Trindade e Bruno Silva, que colocam a EDP Renováveis na lista de preferidas com uma recomendação de “comprar”, explicam que Espanha tomou decisões relativas à regulação às eólicas que terá um impacto anual estimado de 39 milhões de euros nos resultados antes de impostos. Um valor que estava já incluído nas anteriores estimativas do BPI.


“Regressar aos fundamentais”

 

“Melhorámos a avaliação dos activos espanhóis em 8 cêntimos por acção, já que o impacto final parece ser inferior ao previamente antecipado”, explicam os especialistas na nota de “research”, pelo que há espaço para que os investidores se centrem noutros aspectos.

 

“Com as alterações regulatórias em Espanha fora do caminho, acreditamos que é altura para o mercado se centrar nos fundamentais”.
 
BPI Equity Research

“Com as alterações regulatórias em Espanha fora do caminho, acreditamos que é altura para o mercado se centrar nos fundamentais”. O título da nota é mesmo “regressar aos fundamentais”. Os fundamentais de uma empresa têm que ver com os elementos que mostram a sua saúde, nomeadamente as receitas, os activos, os passivos ou as perspectivas de crescimento. Elementos que no caso da Renováveis estavam, segundo a lógica dos analistas, em segundo plano devido às incertezas de regulação em Espanha, o segundo maior mercado da empresa tanto no que diz respeito à electricidade produzida como à capacidade instalada.

 

O maior mercado da empresa cujo maior accionista é a EDP (77%) é o norte-americano sendo que a melhoria dos preços e a maior capacidade instalada nos próximos anos nos EUA também contam para a melhoria da avaliação por parte da casa de investimento.

 

No documento publicado esta terça-feira, os analistas do BPI Equity Research também elogiam as perspectivas em relação à capacidade instalada em todos os mercados nos próximos anos, o que poderá vir a conduzir a uma melhoria do preço-alvo.

 

“Vemos riscos positivos na nossa avaliação devido a um maior período de vida útil (25 anos), um menor custo de capital, uma rotação dos activos acima da nossa avaliação e um ritmo de crescimento mais forte, o que poderá, em conjunto, levar o preço-alvo aos 6,10 euros”, sintetizam Flora Trindade e Bruno Silva.

 

A EDP Renováveis está avaliada, ao preço de 4,503 euros a que negoceia esta terça-feira, nos 3.928 milhões de euros. Os resultados da cotada relativos a 2013 serão apresentados a 26 de Fevereiro.

 

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de “research” emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de “research” na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.

 

Ver comentários
Saber mais BPI Equity Research Espanha EDP Renováveis
Outras Notícias