Research CaixaBI vê lucro da EDP Renováveis a crescer 1%

CaixaBI vê lucro da EDP Renováveis a crescer 1%

O resultado líquido da energética deverá ter ficado em 70 milhões de euros no primeiro semestre deste ano. Já as receitas terão crescido a um ritmo de dois dígitos, com a operação em Portugal a dar um dos principais contributos.
CaixaBI vê lucro da EDP Renováveis a crescer 1%
Pedro Elias/Negócios
Paulo Zacarias Gomes 21 de julho de 2016 às 17:31

Os resultados líquidos da EDP Renováveis deverão ter ficado no primeiro semestre deste ano nos 70 milhões de euros, ligeiramente acima (1%) dos 69 milhões com que fechou o período de Janeiro a Junho de 2015.


A estimativa é do banco de investimento da Caixa Geral de Depósitos. De acordo com uma nota de research do CaixaBI, a empresa liderada por Manso Neto terá terminado a primeira metade do exercício com receitas de 893 milhões de euros, 16% acima do período homólogo do ano passado.


A operação doméstica terá dado um dos maiores contributos, reforçando em 71 milhões as receitas, para os 159 milhões (ou mais 82%). Contudo, o grosso do negócio continuou a chegar do mercado norte-americano, com 388 milhões de euros, mais de um terço da receita total. No mix de mercados, só Espanha registou um recuo, de 8% para 180 milhões de euros.


Já os resultados financeiros terão acentuado a performance negativa no espaço de um ano (piorando em 12% para -160 milhões de euros).

O CaixaBI nota que o crescimento esperado nas receitas fica abaixo dos 23% de aumento da produção de electricidade anunciados a 12 de Julho, devido aos baixos preços de venda associados à nova capacidade consolidada, ao recuo dos preços em Espanha e a preços mais baixos associados à nova capacidade nos EUA.

O EBITDA (ganhos antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) terão aumentado 18% para 645 milhões de euros.

A EDP Renováveis apresenta contas na próxima terça-feira, 26 de Julho, antes da abertura dos mercados.

Os títulos da energética encerraram esta quinta-feira a valorizar 0,3% para 6,956 euros. O CaixaBI estabelece actualmente 7,7 euros como preço-alvo da acção, com uma recomendação de "comprar".  

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI