Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CEO da Galp admite que refinação ainda dá dores de cabeça

O presidente executivo da Galp, Manuel Ferreira de Oliveira, considera que as margens de refinação são a grande dor de cabeça do momento da Galp, estando em níveis historicamente baixos.

3 - Ferreira de Oliveira, Galp Energia. 17,2%
Miguel Prado miguelprado@negocios.pt 28 de Julho de 2014 às 15:08
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

"A nossa dor de cabeça este semestre foram as margens de refinação, que atingiram níveis nunca vistos... E eu já tenho idade para me recordar de muitas coisas", comentou Ferreira de Oliveira na apresentação dos resultados da Galp à imprensa.


No primeiro semestre as margens de referência foram de 0,4 dólares negativos. No entanto, a Galp conseguiu operar até Junho com uma margem de refinação positiva de 0,4 dólares por barril (ainda assim 85% abaixo de 2013).

 

Apesar do contexto negativo da refinação, o presidente da Galp classificou como "uma boa notícia" o crescimento do consumo de produtos petrolíferos no mercado ibérico, como mostra a subida da procura de betume. "Em Espanha já se começa a tapar os buracos da estrada", observou o gestor. 

 

Segundo Ferreira de Oliveira, "o mercado petrolífero está a dar claramente sinais de que estamos a sair da crise".

 

A queda das margens de refinação foi um dos principais motivos para a descida de 28,8% dos resultados da Galp no primeiro semestre do ano, período em que lucrou 115 milhões de euros.

Ver comentários
Saber mais Ferreira de Oliveira Galp energia
Outras Notícias