Energia Combustíveis com a maior queda desde junho

Combustíveis com a maior queda desde junho

Os preços dos combustíveis vão descer na próxima semana. Será a maior queda dos últimos quatro meses.
Combustíveis com a maior queda desde junho
Pedro Noel da Luz
Sara Antunes 04 de outubro de 2019 às 10:37

Os dados económicos negativos conhecidos esta semana em conjunto com a normalização da produção de petróleo por parte da Arábia Saudita provocaram quedas acentuadas nos preços do petróleo e dos seus derivados. O que se vai refletir nos preços dos combustíveis.

 

Os portugueses deverão observar uma descida média dos preços dos combustíveis entre 2 e 2,5 cêntimos por litro, de acordo com as contas do Negócios, que têm por base a evolução dos derivados de petróleo (gasóleo e gasolina) e do euro. Fonte do setor confirma que o gasóleo deverá descer 2 cêntimos, mas a gasolina deverá estabilizar nos valores atuais. 

 

Considerando uma descida de 2,5 cêntimos, o preço médio do litro da gasolina sem chumbo de 95 octanas deverá recuar para 1,475 euros. Já o custo do gasóleo simples deverá descer para 1,357 euros.

 

Nos dois casos os preços deverão registar as descidas mais pronunciadas desde junho, período marcado por uma queda acentuada dos preços das matérias-primas.

 

Esta semana, a ditar as descidas dos combustíveis estiveram essencialmente dois fatores. Por um lado os dados económicos divulgados apontam para uma deterioração da economia mundial, o que, a confirmar-se, levará a um menor consumo deste tipo de produtos. Por outro lado, a Arábia Saudita repôs a sua produção, depois de a Saudi Aramco ter sido alvo de ataques por drones que afetaram a sua produção há duas semanas.

 

A evolução dos preços dos combustíveis é calculada pelo Negócios, tendo por base a evolução dos derivados do petróleo (gasóleo e gasolina) e do euro. Ainda assim, a evolução dos custos dependerá de cada posto de abastecimento, da marca e da zona onde se encontra.

 

Os cálculos do Negócios têm por base contratos diferentes dos seguidos pelas petrolíferas (ainda que a evolução costume ser semelhante), sendo que os dados disponíveis para o Negócios só estão disponíveis até quinta-feira (faltando um dia de negociação).

(Notícia atualizada às 11:10 com a evolução estimada por fonte do setor)




Marketing Automation certified by E-GOI