Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Distribuição de electricidade da EDP estabiliza no primeiro semestre

A distribuição de electricidade da EDP estabilizou, enquanto a distribuição de gás verificou uma quebra no primeiro semestre.

Miguel Baltazar/Negócios
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 18 de Julho de 2014 às 07:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A EDP fechou o primeiro semestre do ano com um aumento de 0,2% na distribuição de electricidade na Península Ibérica, a penalizar a distribuição esteve "a paragem temporária em alguns grandes clientes" durante o segundo trimestre do ano, explica em comunicado emitido para a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) a eléctrica liderada por António Mexia

 

Já o número de clientes de electricidade da EDP estabilizou no período em análise.

 

A electricidade vendida nos primeiros seis meses do ano aumentou 14%, com o mercado nacional a justificar este ritmo de crescimento. A evolução no segundo trimestre foi idêntica.

 

O relatório dos dados provisionais do primeiro semestre do ano revela ainda que a produção de electricidade no mercado ibérico liberalizado aumentou 18%. ". A produção das centrais hídricas subiu 46%, suportada por recursos hídricos muito fortes, em especial no primeiro trimestre, e pela contribuição de 3 centrais cujos PPA terminaram em Dez-13. A produção das centrais a carvão ficou estável no 1S14, enquanto a produção das CCGT diminuiu 50% vs 1S13. No primeiro semestre, a produção das nossas centrais satisfez 43% das necessidades das nossas unidades de comercialização de electricidade", adianta a mesma fonte.

 

Já no segmento de gás, verificou-se uma quebra de 10% na distribuição "especialmente impactado por uma queda de 12% em Espanha devido a um menor consumo para produção de electricidade, ao encerramento de uma fábrica de papel e celulose na região de Cantábria e a condições atmosféricas mais amenas no segundo trimestre de 2014", explica a empresa em comunicado.

 

No período em análise, a EDP forneceu mais gás, tendo verificado um aumento de 7,4%, contudo este crescimento foi justificado com os dados dos primeiros três meses do ano, já que no segundo trimestre a eléctrica registou uma queda de 0,6% no fornecimento de gás.

 

 

"No negócio do gás, o volume comercializado cresceu 7%, impulsionado por um aumento de 15% em Espanha, reflectindo a estratégia da EDP de se concentrar nos segmentos de clientes mais atraentes e pelo aumento de 4% no total de pontos de abastecimento. Em Portugal, o gás comercializado caiu 32% na medida em que o impacto do encerramento de algumas centrais de co-geração mais que compensou a expansão da carteira de clientes baseada na oferta dual (gás + electricidade)", explica a empresa.

 

Os resultados finaisd a EDP serão conhecidos no próximo dia 31 de Julho, após o fecho do mercado.

 

Ver comentários
Saber mais EDP energia electricidade gás António Mexia
Outras Notícias