Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EDP inspira-se no último trabalho de Manoel de Oliveira para oferecer 100 anos de energia

A energética lançou um concurso de vídeo cujo prémio é a oferta de electricidade e de gás natural por 100 anos. O cineasta aceitou fazer o seu primeiro filme publicitário aos 106 anos, para a EDP, no que foi o seu último trabalho.

manoel de oliveira
Reuters
André Cabrita-Mendes andremendes@negocios.pt 08 de Junho de 2015 às 22:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
A EDP lançou a campanha "Um século de energia", o único trabalho publicitário realizado por Manoel de Oliveira na sua carreira com oito décadas. Este foi o ponto de partida para a energética lançar um concurso cujo vencedor vai ser premiado com a oferta de 100 anos de energia - electricidade e gás natural.

A campanha publicitária tem o objectivo de "homenagear a excelência das famílias, através do retrato de várias gerações de duas famílias reais - uma de bailarinas e outra de músicos", diz a energética. Para se habilitarem ao prémio de 100 anos de energia, os participantes devem fazer um vídeo onde mostrem a excelência da sua família através de uma área ou actividade que tenham em comum. Os vídeos devem ser depois carregados na página da campanha.

vencedor vai ser divulgado em Setembro e será escolhido pelo público e por um júri. É de sublinhar que os participantes têm de ser clientes, ou entretanto aderir, à EDP Comercial.

Esta campanha publicitária parte do documentário homónimo que Manoel Oliveira realizou para a EDP. Este foi o último trabalho do cineasta, que pegou no projecto aos 106 anos de idade. O realizador partiu do seu filme de 1932 "Hulha Branca" para fazer uma retrospectiva do último século de energia, explorando três formas de produção de energia pela EDP - hídrica, eólica e solar.

"Manoel de Oliveira consegue transmitir o impacto que a água e as hidroeléctricas tiveram na vida dos portugueses, no que acaba por ser um filme de uma beleza difícil de descrever", disse o presidente executivo da EDP, António Mexia, esta segunda-feira, 8 de Junho, no lançamento do documentário.

A energia é parte integrante da vida de Manoel de Oliveira. O "Hulha Branca" conta a história do lançamento da central hídrica do Ermal, cujo fundador foi o pai de Manoel de Oliveira, e que levou energia a 10 mil famílias no Norte de Portugal. Além da energia hídrica, Francisco José de Oliveira foi também dono da fábrica de lâmpadas "Hércules".

Os "antecedentes energéticos da família" pesaram na decisão de Manoel de Oliveira aceitar realizar o seu primeiro trabalho publicitário ao fim de várias décadas de carreira, revelou o neto do cineasta. Sobre o processo de realização do filme, Ricardo Trêpa contou que este foi "uma correria. Apesar dos 106 anos de anos, esteve sempre com boa disposição, muito lúcido, muito senhor daquilo que queria como sempre fez e como sempre realizou".

O documentário vai estar agora na estrada e vai ser visionado em 10 cidades portuguesas, como era a vontade expressa de Manoel de Oliveira.

No dia do lançamento do documentário e da campanha publicitária, a energética anunciou também a criação da bolsa Manoel de Olveira para profissionais da área do cinema. 
Ver comentários
Saber mais EDP Manoel de Oliveira EDP Comercial António Mexia Ricardo Trêpa Francisco José de Oliveira Manoel de Olveira economia negócios e finanças energia
Mais lidas
Outras Notícias