Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EDP Renováveis vende parques eólicos em Espanha à Finerge por 426 milhões

A EDP Renováveis fechou um acordo para venda da totalidade da sua participação de um projeto eólico em Espanha à Finerge,

EDP Renováveis
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
A EDP Renováveis alcançou um acordo para vender a sua participação de um portfólio eólico "onshore" de 242 MegaWatts de capacidade instalada, por um valor total de 426 milhões de euros, à Finerge.

Esta venda contempla sete parques eólicos  localizados em Ávila e na Catalunha, em Espanha, que estão em funcionamento, em média, há nove anos.

Com esta aquisição, a Finerge vai aumentar em 22% a sua capacidade na Península Ibérica, depois de, no ano passado, terem sido adquiridas seis centrais fotovoltaicas em Espanha, com uma capacidade instalada de 8,1 MW. Desta forma, a empresa liderada por Pedro Norton  passa a ter uma capacidade instalada de 250,5 MW em Espanha, "tornando-se o sexto maior operador eólico da Península Ibérica, com um total de cerca de 1320 MW de capacidade instalada", detalha a Finerge em comunicado.

"Tal como anunciámos ser nossa intenção, estamos a expandir o nosso portefólio na Península Ibérica. Esta é uma aquisição muito importante, que nos garante um lugar de destaque na produção de energia eólica em Espanha. No atual contexto é importante que as empresas continuem a investir. Desse ponto de vista esta aquisição é uma prova de confiança no futuro deste setor" sublinha Pedro Norton no mesmo documento.

Já o CEO interino da EDP Renováveis, Rui Teixeira, destaca que" esta operação permite-nos continuar a implementar o nosso Plano de Negócios, graças à estratégia de rotação de ativos que facilita a monetização dos nossos parques antes de chegarem ao fim da sua vida útil, sempre com o objetivo de acelerar o investimento e, por isso, o crescimento".

Atualmente, a Finerge tem um total de 46 parques eólicos e quatro parques solares, em Portugal, e seis centrais solares fotovoltaicas em Espanha, à quais junta estes sete parques eólicos recém-adquiridos. Esta última operação ainda está, contudo, sujeita a aprovações regulatórias. Mas as empresas esperam que a transação esteja concluída no quarto trimestre deste ano.

(Notícia atualizada às 17H30)
Ver comentários
Saber mais EDP Renováveis Finerge Espanha economia negócios e finanças
Mais lidas
Outras Notícias