Energia EDPR negoceia venda de ativos em Portugal e Espanha. Encaixe pode superar os 500 milhões

EDPR negoceia venda de ativos em Portugal e Espanha. Encaixe pode superar os 500 milhões

A First State Investments e o JPMorgan estarão entre os interessados nos ativos que devem render à EDP Renováveis mais de 500 milhões de euros.
EDPR negoceia venda de ativos em Portugal e Espanha. Encaixe pode superar os 500 milhões
Rita Faria 22 de maio de 2020 às 18:48

A EDP Renováveis está a negociar a venda de ativos em Portugal e Espanha, que poderão render ao "braço verde" da elétrica portuguesa mais de 500 milhões de euros, avança a Bloomberg.

 

Citando fontes próximas das negociações, a agência noticiosa adianta que a First State Investments e o JPMorgan estão entre os interessados.

 

Em causa está um portefólio que inclui cerca de 250 megawatts de ativos maioritariamente de energia eólica, que poderão traduzir-se num encaixe de mais de 500 milhões de euros para a EDP Renováveis, segundo as fontes referidas pela Bloomberg.

 

Esta alienação fará parte da reestruturação de portefólio prevista no Plano Estratégico da EDP, anunciado em março do ano passado, que tem como objetivo arrecadar cerca de 6 mil milhões de euros com a venda de participações e partes não essenciais do portefólio da empresa.

 

Os recursos integrarão os planos de António Mexia de investir cerca de 12 mil milhões de euros até 2022, incluindo em projetos nos Estados Unidos e outros mercados.

 

No passado dia 18 de maio, a EDP anunciou a venda à Total de uma central térmica e parte da carteira comercial em Espanha, um negócio que deverá estar concluído no segundo semestre deste ano e que vai render à elétrica cerca de 515 milhões de euros.

 

Nessa altura, a empresa informou que já cumpriu 65% da meta total de venda e rotação de ativos com "impacto positivo na dívida líquida da empresa".

 

Os números do primeiro trimestre deste ano mostram que a dívida da EDP caiu 8% para 12,7 mil milhões de euros (no final de março), o valor mais baixo dos últimos 13 anos. Já os lucros, no mesmo período, cresceram 45% em termos homólogos, para um total de 146 milhões de euros.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI