Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Eduardo Catroga: Nova taxa na energia põe em causa “credibilidade” de Portugal

“Não acredito que o Estado português vai alterar os pressupostos” que estabeleceu na última operação de privatização da EDP e que se consumou com a venda da posição de 21,35% que o estado tinha na eléctrica portuguesa à China Three Gorges.

39.º- Eduardo Catroga
Presidente do Conselho Superior da EDP mantém poder activo na área empresarial - e não só.
Pedro Elias/Jornal de Negócios
Celso Filipe cfilipe@negocios.pt 03 de Outubro de 2013 às 21:30

É assim que Eduardo Catroga, presidente não executivo da EDP, em declarações ao Negócios, reage ao anúncio hoje feito pelo vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, de que o Governo vai criar uma taxa extraordinária que irá diminuir as rendas pagas aos produtores de energia.

 

Eduardo Catroga diz que precisa de “aguardar pela concretização dessa medida” para ter uma opinião cabal sobre a matéria, mas lembra que o Estado português vendeu a sua participação na EDP “dentro de determinados pressupostos”.

 

“Não acredito que o Estado português vá alterar esses pressupostos” porque isso iria colocar em causa “a sua credibilidade junto dos investidores internacionais”, acrescenta o presidente não executivo da eléctrica.  Caso se concretize esta medida, ao “arrepio dos compromissos” feitos anteriormente, o Estado pode ser acusado de “vender gato por lebre” adianta o gestor, enfatizando que o desrespeito pelos compromissos assumidos irá trair “a confiança de investidores internacionais na economia portuguesa”.

Ver comentários
Saber mais Eduardo Catroga EDP energia taxa na energia
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio