Energia Empresa britânica diz ter descoberto jazidas com mil milhões de barris de petróleo em Portugal

Empresa britânica diz ter descoberto jazidas com mil milhões de barris de petróleo em Portugal

A descoberta foi efectuada através de uma tecnologia inovadora para detectar recursos naturais, com recurso a satélite. A IONIQ Resources alega que o valor das reservas equivale a mais de 43 mil milhões de euros brutos, avança a Sábado.
Empresa britânica diz ter descoberto jazidas com mil milhões de barris de petróleo em Portugal
Bloomberg
Negócios 08 de janeiro de 2015 às 12:40

Uma empresa britânica chamada IONIQ Resources garante ter localizado seis jazidas de petróleo em Portugal continental, calculando que estas terão uma dimensão, no mínimo, de mil milhões de barris de petróleo.

 

A notícia é avançada pela Sábado, que dá conta que esta companhia e os seus parceiros portugueses reuniram-se há um ano com Pedro Passos Coelho e depois com o ministro do Ambiente, tendo em Outubro enviado uma carta a Jorge Moreira da Silva com uma proposta para a identificação e extracção destes recursos.

 

Estas reservas, cujo valor estimado ascende a mais de 43 mil milhões de euros brutos, foram localizadas através de uma tecnologia inovadora para detectar recursos naturais, com dados recolhidos por satélite.

 

Na carta enviada ao ministro do Ambiente, a IONIQ Resources diz que "estas estruturas podem ser uma grande fonte de riqueza nacional e podem transformar Portugal de um país importador de energia a exportador", sendo que o petróleo estará a uma profundidade que vai dos dois mil aos três mil metros, o que facilitaria a sua exploração.

 

O gabinete do ministro confirmou à Sábado que a empresa britânica foi recebida por Moreira da Silva, sendo que não há um pedido formal para prospecção e o Governo nem chegou a avaliar "a credibilidade dos respectivos estudos". Damon Walker, o administrador da IONIQ com o pelouro de Portugal, sublinha o facto de ter sido o ministro a pedir uma proposta e lamenta não ter recebido sequer uma reposta. "Isto vale biliões e nem tiveram a cortesia de nos responder", afirmou.

 

Segundo a Sábado, a proposta da IONIQ passa por vender ao Governo o estudo geral por 1,2 milhões de euros. Depois, cobra 1,2 milhões por cada mapeamento detalhado, o que eleva os custos para 7,2 milhões de euros adicionais, que seriam reembolsados após a concessão da exploração a empresas petrolíferas.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI