Energia E. On com prejuízos recorde em 2015

E. On com prejuízos recorde em 2015

A mudança da Alemanha para a energia renovável está a pressionar os resultados dos agentes ditos tradicionais do sector energético. É a terceira vez que a E. On apresenta prejuízos em 16 anos de história.
E. On com prejuízos recorde em 2015
Bloomberg
Negócios 09 de março de 2016 às 08:41

A empresa de energia alemã E. On fechou o ano de 2015 com os maiores prejuízos de sempre. Isto depois de ter revisto em baixa o valor das suas fábricas de carvão e gás em quase três mil milhões de euros.

O prejuízo mais do que duplicou para os sete mil milhões de euros em 2015, quando comparado com o ano anterior, escreve a agência Bloomberg esta quarta-feira, 9 de Março, citando um comunicado da empresa.


O resultado ultrapassa, assim, o prejuízo de 6,4 mil milhões de euros previsto pelos analistas consultados pela Bloomberg.


A mudança de foco da Alemanha para a energia renovável está a prejudicar os agentes ditos tradicionais do sector, com a energia solar e eólica a terem um acesso prioritário à rede. Deste modo, as margens do carvão e do gás estão a ser pressionadas.


A E.On foi formada em 2000, pela fusão da Veba e da Viag. Este é o terceiro ano de prejuízos da sua história, depois de 2011 e 2014.

A cotada anunciou ainda que reduziu a sua dívida líquida em 5,7 mil milhões de euros para 27,7 mil milhões de euros e confirmou a distribuição de um dividendo de 0,50 euros por acção. Mas acrescentou que os dividendos podem ser reduzidos no futuro para reflectir "o difícil ambiente do mercado", segundo o Financial Times.

As acções da empresa seguem a desvalorizar 0,05% para os 8,326 euros.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI