Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Gasóleo e gasolina vão alargar diferença para 20 cêntimos. É a maior desde 2019

Os preços dos combustíveis vão assumir posturas díspares a partir da próxima semana, com o gasóleo a descer, ao contrário da gasolina. A diferença entre ambos já não era tão marcada desde 2019.

Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 08 de Janeiro de 2021 às 13:14
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
A diferença entre o preço do gasóleo simples e da gasolina simples 95 será de quase 20 cêntimos por litro a partir da próxima segunda-feira, dia 11 de janeiro, altura em que serão atualizados os preços nas bombas em Portugal.

Isto porque nesse período, o preço do gasóleo simples deverá sofrer uma redução em torno de 2 cêntimos por litro para os 1,248 euros, nesta que será a primeira descida de preços em nove semanas. 

Já o preço da gasolina simples 95 tem margem para um aumento de cerca de 2 cêntimos para os 1,443 euros por litro, estando o preço a subir há dez semanas seguidas.

Assim, será preciso recuar até meados de junho de 2019, para encontrar uma diferença de preços tão grande. Na semana começada a 3 de junho desse ano, a diferença entre os dois era também de cerca de 20 cêntimos. 



Os cálculos têm por base a evolução destes dois derivados do petróleo (gasóleo e gasolina) e do euro. Mas o custo dos combustíveis na bomba dependerá sempre de cada posto de abastecimento, da marca e da zona onde se encontra.

Os novos preços têm em conta as variações calculadas pelo Negócios face ao preço médio praticado em Portugal esta semana e anunciado pela Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG).

Os cálculos do Negócios têm por base contratos diferentes dos seguidos pelas petrolíferas (ainda que a evolução costume ser semelhante), sendo que os dados disponíveis para o Negócios só estão disponíveis até quinta-feira (faltando um dia de negociação).

Governo português f
ixou a taxa de carbono para 2021, bem como o valor a pagar pelos consumidores por cada litro de gasolina e gasóleo.

De acordo com o decreto-lei publicado, a taxa do adicionamento sobre as emissões vai passar de 23,619 euros por tonelada de CO2 para 23,921 euros por tonelada de CO2.

Ver comentários
Saber mais Portugal Negócios CO2 economia negócios e finanças energia macroeconomia macroeconomia preços economia (geral) gasóleo
Outras Notícias