Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Goldenergy entra no mercado e quota da EDP no consumo doméstico recua

No mesmo mês em que a Goldenergy adquiriu uma quota de 0,6% no abastecimento de electricidade às famílias portuguesas a EDP viu a sua posição no segmento residencial descer, segundo o último relatório da ERSE.

391 – EDP - A EDP continua a ser a melhor posicionada, à frente da Galp Energia e da Jerónimo Martins. Surge na posição 391 de um total de 2000, abaixo do 349º posto obtido no ano passado. Perdeu 42 posições.
Miguel Prado miguelprado@negocios.pt 28 de Outubro de 2014 às 11:40
  • Assine já 1€/1 mês
  • 8
  • ...

O mês de Setembro no mercado liberalizado em Portugal ficou marcado pela entrada da Goldenergy, do grupo Dourogás, para a lista dos principais fornecedores de electricidade, tendo ganho uma posição equivalente à que a EDP Comercial perdeu no segmento de consumo doméstico.

 

O relatório mensal do mercado livre de electricidade, publicado esta terça-feira, 28 de Outubro, pela ERSE – Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos, revela que a quota da EDP no fornecimento às famílias desceu de 82,3% em Agosto para 81,7% em Setembro. No mesmo período a Goldenergy adquiriu uma quota de 0,6% no segmento doméstico, sendo o sexto maior operador nesta classe de consumo.

 

No abastecimento de electricidade às famílias portuguesas o segundo maior fornecedor continuou a ser a Iberdrola, apesar de uma redução de 5,2% para 5% da sua quota. Em terceiro lugar está a Galp (4,6%), seguida da Endesa (4,1%), Gas Natural Fenosa (3,4%) e Goldenergy (0,6%).

 

Considerando todos os segmentos de consumo, a quota global da EDP ascendeu a 45,2%, tendo a Endesa conservado a segunda posição, apesar de uma queda de 19,4% para 19,2%. O terceiro maior fornecedor do mercado liberalizado é a Iberdrola, cuja quota baixou de 18,8% para 18,5% entre Agosto e Setembro. Seguem-se a Galp (6,5%), Gas Natural Fenosa (4,3%), Fortia (3,6%) e Goldenergy (0,2% de todo o consumo no mercado livre).

 

De acordo com a ERSE, no final de Setembro Portugal tinha 3,18 milhões de clientes no mercado liberalizado, contra 2,9 milhões que permanecem nas tarifas transitórias (reguladas). Em termos de peso no consumo total de electricidade no País, a quota do mercado livre passou de 79,7% em Agosto para 80,5% em Setembro, segundo a mesma fonte.

Ver comentários
Saber mais EDP Goldenergy ERSE Iberdrola Galp Endesa Gas Natural Fenosa
Mais lidas
Outras Notícias