Energia Greve dos motoristas de matérias perigosas termina

Greve dos motoristas de matérias perigosas termina

A greve dos motoristas de matérias perigosas terminou, de acordo com vários órgãos de comunicação social. O ministro Pedro Nuno Santos faz uma declaração às 8h.
Greve dos motoristas de matérias perigosas termina
Negócios 18 de abril de 2019 às 07:57
A greve dos motoristas de matérias perigosas terminou, segundo fonte do Governo, citada pela Lusa.

O fim da greve foi determinado após um acordo entre a Associação Nacional de Transportadores Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM) e sindicato que convocou a greve, que durava desde as 0h de segunda-feira e não tinha fim determinado.

O ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos vai fazer uma declaração à imprensa esta quinta-feira, 18 de abril, às 8:00, de acordo com um comunicado que foi enviado para as redações. Numa declaração onde poderão ser revelados os contornos do acordo alcançado. 

Desde terça-feira que os portugueses começaram a correr para os postos de abastecimento, por receios que os combustíveis acabassem devido à greve.

Entretanto foram decretados serviços mínimos, tendo o Governo criado ontem uma Rede Estratégica de Postos de Abastecimento (REPA), composta por 310 unidades, para responder à "situação de dificuldade do abastecimento público de combustíveis". O abastecimento foi limitado a 15 litros por veículo. 

O Expresso noticiou ontem que a normalização do abastecimento poderá demorar uma semana, destacando que os postos de comsbutível são reabastecidos, normalmente, de três em três dias. 

(Notícia atualizada às 8:19 com mais informação)



pub

Marketing Automation certified by E-GOI