Energia Haitong acredita que Galp pode ganhar leilões de petróleo no Brasil

Haitong acredita que Galp pode ganhar leilões de petróleo no Brasil

A petrolífera já está presente no bloco BM-S-8 e deve avançar para um leilão na área adjacente de Carcará Norte.
Haitong acredita que Galp pode ganhar leilões de petróleo no Brasil
Galp
André Cabrita-Mendes 05 de maio de 2017 às 09:38

O Governo brasileiro já estabeleceu as datas para os leilões de blocos petrolíferos. Os mais importantes vão ter lugar a 27 de Outubro, com um dos leilões a oferecer "consideráveis novas perspectivas no pré-sal", avança o Haitong numa nota divulgada esta sexta-feira, 5 de Maio.

 

O banco considera que as datas para os leilões, avançadas pela publicação Upstream, têm um impacto "neutro" para a Galp pois houve um atraso em relação à agenda original que previa que uma das rondas tivesse lugar em Junho.

 

Os operadores dos consórcios que já estão a fazer exploração de petróleo nas áreas adjacentes às que vão a leilão são vistos como "fortes candidatos" a avançar com licitações.

 

A Galp já está presente em consórcio no bloco BM-S-8 e deve avançar para a licitação do bloco de Carcará Norte, com o Haitong a acreditar que existe uma "forte possibilidade" do consórcio da petrolífera portuguesa vencer este leilão.

 

A casa de investimento também acredita que a Repsol, presente num consórcio no bloco BM-S-9, tem "fortes possibilidades" de vencer o leilão para o bloco de Sapinhoa.

 

A Galp e a Repsol "têm claras sinergias com as suas áreas adjacentes, uma vez que já dispõem de infra-estruturas no local e um conhecimento extensivo dos reservatórios. Portanto, pensamos que existe uma forte possibilidade de ambos ganharem" os respectivos leilões, escreve o Haitong.

A Galp já avisou que está preparada para ir a jogo no Brasil. A petrolífera garante que está atenta aos leilões que vão ter lugar este ano.

"Estamos a olhar atentamente para a nova ronda de leilões que vão ter lugar no segundo semestre. Estamos a preparar-nos para participar", disse o presidente executivo da Galp, Carlos Gomes da Silva, no dia 3 de Maio.

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI