Energia Iberdrola reforça aposta nos clientes domésticos e ultrapassa a Galp

Iberdrola reforça aposta nos clientes domésticos e ultrapassa a Galp

Companhia espanhola recuperou a posição de terceiro fornecedor de electricidade das famílias portuguesas.
Iberdrola reforça aposta nos clientes domésticos e ultrapassa a Galp
Bruno Simão/Negócios
Miguel Prado 25 de setembro de 2013 às 07:00

A Iberdrola reforçou a sua presença no segmento doméstico do mercado liberalizado de electricidade em Portugal. A empresa espanhola alcançou em Agosto uma quota de 4,9% no fornecimento residencial de energia eléctrica. A Iberdrola não só conseguiu um acréscimo relevante face à quota de 3,2% que tinha em Julho, como também passou a Galp na venda de electricidade às famílias portuguesas.

Em 2012, a Galp lançou a sua oferta residencial para o mercado eléctrico e desde logo se assumiu como terceiro "player" nesse segmento, atrás da EDP e da Endesa, colocando-se à frente da Iberdrola. Mas em Agosto, mostra o último boletim da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), a eléctrica espanhola presidida por Joaquim Pina Moura (na foto) reconquistou o terceiro lugar. No final do mês passado, a EDP permanecia líder no segmento doméstico (quota de 81,8%), seguida da Endesa (7,3%) e da Iberdrola (4,9%). A Galp passou a estar no quarto lugar (4,2%) e a Gas Natural Fenosa em quinto (1,8%).

No que respeita à totalidade do mercado liberalizado de electricidade (incluindo consumos empresariais), os números são diferentes, embora a ordem dos operadores seja a mesma. A EDP fechou Agosto com 44,4% de toda a electricidade fornecida no mercado livre. A Endesa alcançou uma quota de 21,9%. A Iberdrola conseguiu um aumento marginal, para 19,8%. O quarto maior fornecedor é a Galp (com 5,7%), seguindo-se-lhe a Fortia (4,2%) e a Gas Natural Fenosa (3,6%).

EDP já tem quase 47% dos pequenos negócios

Embora tenha visto a sua quota recuar no segmento doméstico, a EDP conseguiu conservar as suas posições nas várias classes de consumo empresarial. No segmento de "pequenos negócios" a eléctrica presidida por António Mexia voltou a reforçar a sua quota, que no final de Agosto atingiu os 46,9%. Trata-se do segmento empresarial onde a EDP mais se distancia dos concorrentes. A Iberdrola é segunda, com 20,9%, e a Endesa terceira, com 17,2%.

Na classe de "grandes consumidores", entre Julho e Agosto a quota da EDP ficou inalterada, em 34,5%, tal como a da concorrente mais próxima, a espanhola Endesa, com 21,8%.

Também no fornecimento de electricidade a clientes industriais a quota da EDP não se moveu uma décima sequer, continuando em 32,5%, à frente dos 29,9% da Endesa (que cresceu face a Julho) e dos 27,9% da Iberdrola.

No fim de Agosto, o mercado livre já tinha 1,9 milhões de clientes e representava 69,1% de toda a electricidade consumida no País.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI