A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Iberdrola reforça nas renováveis dos EUA com aquisição de 4,3 mil milhões

Com a compra da norte-americana PNM, a Iberdrola chega à terceira posição entre as firmas de energias renováveis dos Estados Unidos.

O CEO da Iberdrola já investiu 10 mil milhões de euros este ano Reuters
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 21 de Outubro de 2020 às 09:59
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Avangrid, empresa de energias renováveis da espanhola Iberdrola, fechou um acordo para comprar a PNM Resources por 4,3 mil milhões de dólares (3,7 mil milhões de euros). 

 

Com a compra da PNM a Iberdrola chega à terceira posição entre as firmas de energias renováveis dos Estados Unidos, um mercado onde a portuguesa EDP Renováveis também figura entre uma das maiores.

 

A oferta foi aprovada pela administração da empresa norte-americana, que é cotada em bolsa. A Iberdrola ofereceu 50,3 dólares por ação, o que pressupõe um prémio de 10% sobre a última cotação e 29% sobre a média dos últimos 30 dias. Incluindo dívida, o valor do negócio ascende a 8,3 mil milhões de dólares.

 

A PNM atua sobretudo nos estados do Texas e Novo México, enquanto a Iberdrola está presente sobretudo no nordeste dos Estados Unidos.

 

A empresa que resulta da fusão entre a Avangrid e a PNM terá ativos avaliados em 40 mil milhões de dólares com capacidade para gerar lucros anuais em torno de 850 milhões de euros.

 

Segundo a Reuters, este é já o oitavo negócio que a Iberdrola anuncia este ano, tendo neste período efetuado um investimento de 10 mil milhões de euros em ativos em diversas partes do mundo, como França, Austrália e Japão.

 

"Transações amigáveis, focadas em negócios regulados e energias renováveis, em países com bons ratings de crédito e estabilidade regulatória e legal, oferecem oportunidades de crescimento futuro", refere o CEO  Ignacio Galan.

 

A Iberdrola também anunciou hoje os resultados dos primeiros nove meses do ano, com  um crescimento de 4,7% nos lucros para 2.681 milhões de euros. A pandemia penalizou as contas em 203 milhões de euros.

Ver comentários
Saber mais Iberdrola Avangrid Estados Unidos EUA PNM
Outras Notícias