Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

João Talone diz que o mercado ibérico de electricidade está “totalmente destruído”

O antigo presidente da EDP defende que “temos de começar a pensar num mercado mais alargado”, para que Portugal não fique refém da crise vivida pelo sector energético em Espanha.

Sara Matos
Miguel Prado miguelprado@negocios.pt 21 de Outubro de 2013 às 17:28
  • Assine já 1€/1 mês
  • 13
  • ...

João Talone, sócio da Magnum Capital Partners e antigo presidente da EDP, defende que Portugal promova a ideia de um mercado eléctrico integrado a nível europeu, porque, na sua opinião, o mercado ibérico está “totalmente destruído”.

 

“O mercado ibérico está totalmente destruído e tenho dúvidas sobre se será possível reconstruí-lo, face às medidas  que foram tomadas em Espanha”, declarou João Talone durante a conferência anual da APREN – Associação de Energias Renováveis. “Temos de começar a pensar num mercado mais alargado”, acrescentou.

 

Em Espanha, recorde-se, o Governo empreendeu uma ampla reforma energética com cortes nos custos de todas as formas de produção de electricidade, de forma a combater a dívida tarifária do sector, que se aproxima actualmente dos 30 mil milhões de euros (em Portugal a dívida tarifária da electricidade ronda os 4 mil milhões de euros, devendo ser reduzida a zero até 2020). 

 

A integração eléctrica europeia é uma ideia com que Talone concorda. E que deverá orientar as apostas estratégicas dos vários Estados-membros, para que a Europa tire partido dos recursos existentes ao melhor preço possível. “Não faz sentido fazer [energia] solar na Alemanha quando temos melhores condições em Portugal e Espanha, podendo exportar depois para o resto da Europa”, comentou João Talone, que através da Magnum tem em mãos um dos maiores operadores eólicos portugueses, a Iberwind.

 

João Talone fez ainda uma referência ao dossiê das rendas da energia, considerando injusto criticar as receitas dos produtores que decidiram apostar na energia eólica desde o início. “Não se pode dizer que há rendas excessivas em relação aos produtores que investiram e tomaram o risco no início da curva de experiência das tecnologias”, afirmou o responsável da Magnum Capital Partners. 

Ver comentários
Saber mais João Talone Magnum energia mercado ibérico de electricidade
Outras Notícias