Energia Mercado liberalizado de electricidade representa 94% do consumo em Portugal

Mercado liberalizado de electricidade representa 94% do consumo em Portugal

O mercado livre de electricidade registou em Maio um crescimento líquido de 12 mil clientes face a Abril cifrando-se em 5,027 milhões de clientes, o que corresponde a mais 0,2%, segundo os dados da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).
Mercado liberalizado de electricidade representa 94% do consumo em Portugal
Carla Pedro 25 de junho de 2018 às 17:09

Face a igual mês do ano passado, o mercado liberalizado cresceu 3,6% em Maio, representando actualmente 81% do número total de clientes e 94% do consumo registado em território nacional, de acordo com a mesma fonte.

 

"A totalidade dos grandes consumidores está praticamente toda no mercado livre, enquanto a percentagem de domésticos continua a aumentar, representando 85% do consumo total do segmento face aos 83% registados em Maio de 2017", destaca a nota da ERSE.

 

1,17 milhões ainda estão no mercado regulado. Alguns voltaram

 

No global, a carteira de clientes ainda fornecidos no mercado regulado ascende a cerca de 1,17 milhões, face aos mais de 6 milhões de clientes existentes no país.

 

Com a possibilidade de os consumidores domésticos de electricidade optarem pelo regime equiparado ao das tarifas transitórias ou reguladas, regressaram ao mercado regulado 188 clientes em Maio  (3.478 desde o início de 2018). Ainda assim, o número de clientes em actividade no mercado livre aumentou em 11.691 clientes, refere o documento.

 

Em termos de consumo, registou-se um aumento de 38 GWh face a Abril para um total de 42.597 GWh, o que representa um crescimento de 3,2% face ao mês homólogo de 2017.

 

EDP Comercial, Endesa e Iberdrola destacam-se em diferentes segmentos

 

Quanto às quotas de mercado, a EDP Comercial manteve a sua posição como principal operador no mercado livre em número de clientes (82%) e em termos de consumo (42%). Ainda em número de clientes, a Endesa (5,1%) e a Iberdrola (3,8%) viram as suas quotas avançar em 0,2 pontos percentuais (p.p.) e 0,3 p.p., respectivamente.

 

Todas as demais comercializadoras mantiveram sensivelmente as suas quotas: a Galp (5,2%), a Goldenergy (1,8%), a GN Fenosa (0,7%), a PH (0,4%) e o conjunto de comercializadores agrupados na rubrica "outros" (1,0%).


Por outro lado, a Endesa mantém a sua liderança no segmento de clientes industriais (29,5%), tendo em Maio reforçado a sua quota em 0,4 pontos percentuais (p.p). Este segmento, segundo a ERSE, "é aquele que apresenta um maior potencial de intensidade competitiva".

 

Já a Iberdrola (21,5%) e a GN Fenosa (2,8%) reduziram as suas quotas em 0,1 p.p e a Galp (10,6%) em 0,9 p.p. A PH (4,4%) viu a sua quota avançar 0,6 p.p e os comercializadores agrupados na rubrica "Outros" (8,7%) 0,1 p.p.

 

A EDP (18,2%) e a Audax (4,3%) mantiveram as suas quotas de mercado, no segmento dos clientes industriais, quando comparadas com os valores de Abril de 2018.

 

Por sua vez, a Iberdrola (33%) mantém a liderança no segmento dos grandes consumidores, com um ganho de 0,2 p.p.

 

A Endesa (15,5%) também viu a sua quota aumentar em Maio, no segmento dos grandes consumidores, em 0,1 p.p., quando comparado com os valores do mês precedente. A EDP (22,3%), a Fortia (14,4%) e a Galp (7,6%) diminuíram as suas quotas em 0,1 p.p. A GN Fenosa (4,3%), a Acciona (1,8%) e o conjunto de comercializadores agrupados na rubrica "outros" (0,6%) mantiveram os seus valores quando comparadas com Abril deste ano.

 

No segmento de clientes domésticos, a EDP (77,5%) registou uma diminuição de 0,3 p.p. na sua quota. Já a Iberdrola (4,9%) e a Endesa (4,8%) viram as suas quotas aumentar 0,3 p.p. e 0,2 p.p., respectivamente, enquanto a GN Fenosa (1,8%) registou uma diminuição de 0,1 p.p. das suas quotas.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI