Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Passos: Impostos sobre combustíveis não podem cair agora e no futuro também não

A situação financeira actual impede a descida de impostos sobre combustíveis. E num futuro melhor em Portugal também não. “Não podemos pensar em ter combustíveis mais baratos porque iria sair caro em termos ambientais”, defende Pedro Passos Coelho. Tem é de se pensar em alternativas, como no transporte público, com destaque para o ferroviário.

Reuters
Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 09 de Outubro de 2013 às 22:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • 22
  • ...

“Os combustíveis estão caros”. E deverão assim continuar nos próximos tempos. Não é possível baixar impostos. E, mesmo que fosse, também não desceriam muito, afirmou o primeiro-ministro.

 

“Não podemos pensar em ter combustíveis mais baratos porque iria sair caro em termos ambientais”, defendeu Pedro Passos Coelho, em resposta a uma pergunta de um taxista sobre os preços dos combustíveis em Portugal, feita na entrevista protagonizada por cidadãos na noite desta quarta-feira na RTP1.

 

Segundo o primeiro-ministro, é impossível prescindir dos impostos que taxam os combustíveis, nomeadamente o IVA (Imposto sobre Valor Acrescentado) e o imposto sobre produtos petrolíferos. “Não podemos, muito menos nesta altura, dispensar esta receita”, assegurou.


Foi nesse sentido que o líder do Executivo respondeu ao cidadão taxista que, no futuro, numa altura em que não se sintam as actuais dificuldades financeiras, também não será expectável uma redução expressiva dos impostos. “O preço dos combustíveis é um regulador que evita que os hidrocarbonetos tenham impacto na degradação da qualidade ambiental”, referiu.

 

Descer os impostos sobre os combustíveis seria dar “o sinal errado”, o sinal de que se poderia “usar mais o carro”. “Temos de encontrar outras possibilidades”, sublinhou o governante, falando nos transportes públicos, dando destaque ao transporte ferroviário. O sector dos transportes, desde que Portugal pediu ajuda externa, foi alvo de subidas das tarifas e foi, também, obrigado a cortar custos, o que levou a uma redução da oferta. 

Ver comentários
Saber mais combustíveis impostos sobre os combustíveis ISP Passos Coelho
Mais lidas
Outras Notícias