Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Preços dos combustíveis vão ter a maior subida semanal deste ano

Os preços dos combustíveis vão subir a partir de segunda-feira, naquele que será o maior aumento semanal deste ano. O preço do gasóleo vai interromper um ciclo de cinco semanas consecutivas a cair.

Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 21 de Fevereiro de 2020 às 11:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • 13
  • ...
Atestar o depósito de um carro com um motor a diesel ou a gasolina vai ficar mais caro a partir da próxima segunda-feira, dia 24 de fevereiro, segundo os cálculos do Negócios. 

Na próxima semana, há margem para uma subida de 2 cêntimos quer no preço da gasolina simples 95, quer no preço do gasóleo, o que representa a maior subida semanal dos preços dos combustíveis este ano. A verificar-se este cenário, um litro de gasolina passará a custar 1,519 euros e um litro de gasóleo vai fixar-se nos 1,391 euros. 

No caso do gasóleo, o preço do ativo interrompe uma série de cinco semanas consecutivas a cair - o maior ciclo de desvalorizações desde novembro de 2018. Já o preço gasolina simples 95 irá conhecer a sua segunda apreciação semanal, depois de na semana anterior ter aumentado menos de meio cêntimo.



Estes preços têm em conta as variações calculadas pelo Negócios face ao preço médio praticado em Portugal esta semana e anunciado pela Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG).

A subida dos preços dos combustíveis acompanha também a valorização do preço do petróleo Brent, que serve se referência para Portugal. A matéria-prima valorizou 1,85% até ao momento, nesta semana, para os 58,38 dólares por barril. 


A evolução dos preços dos combustíveis é calculada tendo por base a evolução dos derivados do petróleo (gasóleo e gasolina) e do euro. Ainda assim, a evolução dos custos dependerá de cada posto de abastecimento, da marca e da zona onde se encontra.

Os cálculos do Negócios têm por base contratos diferentes dos seguidos pelas petrolíferas (ainda que a evolução costume ser semelhante), sendo que os dados disponíveis para o Negócios só estão disponíveis até quinta-feira (faltando um dia de negociação).

Ver comentários
Saber mais Negócios Portugal energia macroeconomia preços
Mais lidas
Outras Notícias