Energia PSD quer ouvir Costa e Centeno no inquérito às rendas excessivas na energia

PSD quer ouvir Costa e Centeno no inquérito às rendas excessivas na energia

A lista apreesntada pelos social-democratas para ouvir na comissão de inquérito às rendas da energia totaliza 65 nomes. Na área da banca constam Paulo Macedo e Jardim Gonçalves.
PSD quer ouvir Costa e Centeno no inquérito às rendas excessivas na energia
Lusa

O grupo parlamentar do PSD quer ouvir na comissão parlamentar de inquérito ao pagamento de rendas excessivas aos produtores de electricidade um total de 65 responsáveis, sendo o partido que apresenta a maior lista de nomes. Alguns desses nomes são comuns aos requeridos pelas restantes bancadas, como é o caso de vários antigos primeiros-ministros, ex-ministros da Economia, líderes da EDP e responsáveis da banca.

Mas os social-democratas não pretendem ouvir apenas antigos chefes de governo – como Durão Barroso, Santana Lopes, José Sócrates e Passos Coelho –, mas também o actual primeiro-ministro António Costa.

Os deputados do PSD querem também explicações de todos os ministros e secretários de Estado com a tutela da área da energia que exerceram funções no período que é objecto desta comissão de inquérito. Nesse âmbito, além de nomes como Manuel Pinho – que outros grupos parlamentares também pretendem ouvir – o PSD requer ainda a audição de Mário Centeno.

A lista entregue pelo partido à presidente da comissão de inquérito inclui ainda todos os presidentes da ERSE e da Autoridade da Concorrência, à semelhança de outros partidos, assim como antigos responsáveis do antigo INAG-Instituto da Água e da Agência Portuguesa do Ambiente, assim como da Direcção-Geral da Energia e Geologia.

Do requerimento dos social-democratas fazem ainda parte antigos e actuais responsáveis da EDP – designadamente António Mexia e Manso Neto –, os presidentes das principais associações de empresas do sector de produção energética e um conjunto de presidentes de bancos que participaram nas operações das várias fases de privatização da EDP e administradores responsáveis de concessão de crédito aos projectos de energias renováveis de maior dimensão.

Além de Ricardo Salgado ou José Maria Ricciardi, o PSD entende que também responsáveis da Caixa Geral de Depósitos e do CaixaBI – entre os quais Paulo Macedo – devem ser ouvidos. Querem igualmente chamar ao Parlamento os antigos líderes do BCP Jardim Gonçalves e Paulo Teixeira Pinto.

Os social-democratas querem ainda ouvir um conjunto de académicos ou especialistas na matéria em questão. Além das audições em comissão, entendem que deve ainda ser requerido o depoimento a um conjunto de empresas ou entidades.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI