Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Rede para carregar carros eléctricos vai receber 1,9 milhões para se modernizar

A intervenção começa em Setembro e vai permitir a conclusão da rede Mobi.E. Os postos de carregamento rápido vão finalmente ser instalados.

Miguel Baltazar
André Cabrita-Mendes andremendes@negocios.pt 25 de Fevereiro de 2016 às 17:35
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Modernização e conclusão da rede e a tão esperada instalação de postos rápidos. A rede Mobi.E vai ser alvo de intervenção a partir de Setembro.

Para tal, vai receber um investimento de 1,9 milhões de euros com o objectivo de concluir o plano inicial da rede lançada em 2010. O anúncio foi feito esta quinta-feira, 25 de Fevereiro, pelo Ministério do Ambiente.

Com este investimento, o Governo de António Costa quer retomar a iniciativa "num domínio que esteve praticamente esquecido nos últimos quatro anos". A rede foi lançada em 2010 por José Sócrates, mas esteve parada durante o Governo de Passos Coelho.


O início das obras vai ter início em Setembro e vão ser instalados 124 pontos de carregamento normal para que a rede fique completa com 1.250 postos espalhados por Portugal.

Ao mesmo tempo, a restante rede vai ser alvo de manutenção e de actualização tecnológica. Também está prevista a instalação dos 50 pontos de carregamento rápido, algo que era há muito ambicionado por diversas vozes do sector como a Associação Portuguesa do Veículo Eléctrico (APVE) e a Associação de Utilizadores de Veículo Eléctrico (UVE).

Com a rede concluída, 
os "veículos eléctricos poderão realizar viagens por toda a extensão do território português, na medida em que os carregadores rápidos permitem carregar a bateria do veículo em cerca de 30 minutos", sublinha o Ministério do Ambiente. 

O Governo assegura também que vai publicar em breve várias portarias de forma a completar o regime jurídico da Mobilidade Eléctrica.

Com estas novas regras, a rede de postos de carregamento de carros eléctricos vai deixar de ser um monopólio para abrir as portas a mais operadores. Ao mesmo tempo, acabam as borlas, vai ser preciso pagar para abastecer o carro eléctrico, usando um cartão electrónico.

Ver comentários
Saber mais Ministério do Ambiente Governo de António Costa Governo de Passos Coelho José Sócrates Associação Portuguesa do Veículo Eléctrico APVE Associação de Utilizadores de Veículo Eléctrico UVE Governo Mobilidade Eléctrica energia ambiente
Mais lidas
Outras Notícias