Energia Trabalhador da Mitsubishi fez empresa perder 320 milhões com transações de petróleo

Trabalhador da Mitsubishi fez empresa perder 320 milhões com transações de petróleo

A Mitsubishi disse que um funcionário da sua unidade de trading de petróleo, em Singapura, fez a empresa perder 320 milhões de dólares com transações não autorizadas de petróleo com a China.
Trabalhador da Mitsubishi fez empresa perder 320 milhões com transações de petróleo
Reuters
Negócios com Bloomberg 20 de setembro de 2019 às 11:59

Um empregado da Petro-Diamond Singapore Pte, unidade de tradiung de petróleo da Mitsubishi, foi despedido e denunciado às autoridades, por negociar transações de petróleo de forma ilegal, disse a empresa japonesa num comunicado divulgado pela Bloomberg. 

A função deste trabalhador (não identificado) dentro da empresa era lidar com as transações de petróleo com a China mas o funcionário viu-se envolvido em repetidos esquemas de "transações não autorizadas", desde janeiro deste ano, segundo a empresa.

A unidade foi encerrada e agora a Mitsubishi está a avaliar se esta perda terá um grande impacto nos seus resultados.

O mercado de petróleo tem uma longa tradição em negociações obscuras ou ilegais. Em 1994, a alemã Metallgesellschaft sofreu uma perda de 1,2 mil milhões de dólares com um esquema idêntico. Mais recentemente, em 2004, a China Aviation Oil perdeu 550 milhões de dólares.

A japonesa Mitsui & Co foi mesmo forçada a fechar a sua unidade de negociação de petróleo em Singapura em 2007, após um trader ter feito a empresa perder 81 milhões de dólares com negócios ilegais.

Agora, a Mitsubishi disse que o seu funcionário manipulou dados do sistema da Petro-Diamond, para que as transações parecessem associadas a negociações reais com clientes, afirmou a empresa.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI