Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Área Metropolitana de Lisboa valoriza 1,8% em 2007

Na Área Metropolitana de Lisboa o mercado residencial terminou o ano 2007 com uma taxa de valorização média anual de 1,1%. Esta taxa aumentou em 0,1 pontos percentuais face ao mês anterior, traduzindo uma pequena aceleração no ritmo de valorização desse m

Negócios negocios@negocios.pt 26 de Fevereiro de 2008 às 10:44
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Área Metropolitana de Lisboa valoriza 1,8% em 2007

Na Área Metropolitana de Lisboa (AM Lisboa) o mercado residencial terminou o ano 2007 com uma taxa de valorização média anual de 1,1%. Esta taxa aumentou em 0,1 pontos percentuais face ao mês anterior, traduzindo uma pequena aceleração no ritmo de valorização desse mercado. Tal movimento decorre do comportamento do mercado ao longo do ano, no qual em 9 dos 12 meses a variação mensal dos valores foi positiva, contra 6 em 12 no ano anterior.

Em Dezembro a taxa de valorização homóloga, que compara esse mês com o mesmo mês do ano anterior, foi de 1,8%. Esse resultado permite antecipar a continuação da tendência de aceleração da taxa de valorização residencial na região em apreço. Esta taxa foi a mais alta de todo o ano, sendo a segunda mais alta dos últimos 19 meses.

Casas novas valorizam mais do que as usadas

No final de 2007, o segmento de mercado das habitações novas localizadas nessa região foi marcado pela aceleração da taxa de valorização média anual que se situou nos 1,8%. O Índice Confidencial Imobiliário denota uma evolução positiva, sendo o contributo dos alojamentos novos um importante factor para a valorização do índice. A crescente subida nos valores do mercado residencial de habitações novas reflecte uma taxa de variação homóloga de 2,4%, a segunda mais alta desde Março de 2006.

De acordo com Índice Confidencial Imobiliário, o mercado de habitações usadas da AM Lisboa tem tido uma evolução positiva, atingindo uma valorização média anual de 0,8% no final de 2007. Desde Maio de 2007 que o mercado tem tido um desempenho entre os 0,7% e os 0,9%. As perspectivas para o futuro próximo vão no sentido de alguma melhoria, já que face a Dezembro de 2006 o Índice Confidencial Imobiliário para o mercado em causa apresenta uma taxa de variação de 1,4%.

Apesar dessa expectativa, como referido, as habitações usadas não atingem o grau de desempenho do mercado de fogos novos, cuja valorização média anual foi de 1,8% em Dezembro, e para os quais as perspectivas apontam para uma aceleração sinalizada pela variação do índice face ao mês de Dezembro de 2006, com uma variação de 2,4%.

Outras Notícias