Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Arrendamento de escritórios em Lisboa aumenta 45%

O número de escritórios arrendados em Lisboa aumentou quase metade nos primeiros seis meses do ano em termos homólogos, sobretudo para as empresas de tecnologias, media e telecomunicações.

Ana Catarina Gonçalves 10 de Setembro de 2010 às 16:05
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
De acordo com um comunicado da Worx, no primeiro semestre de 2010, o sector de escritórios da zona de Lisboa registou um aumento de 45% nas operações de arrendamento em termos homólogos, para um total de 54.050 metro quadrado, valor que compara com 37.361 metro quadrado no mesmo período de 2009.

“Contudo, no que diz respeito ao comportamento do primeiro semestre de 2010 quando comparado com os últimos seis meses de 2009 testemunhou-se um decréscimo acentuado – na ordem dos 31%”, quando se alcançou um valor de 78.267 metro quadrado.

As empresas de construção e imobiliário foram responsáveis por 2.002 metro quadrado arrendados, enquanto as entidades de consultoria e advocacia ocuparam uma área total de 6.989 metro quadrado. As empresas ligadas ao Estado Europa ou associações, directa ou indirectamente, são responsáveis 32% do total da área arrendada no mercado de escritórios de Lisboa, com 17.516 metro quadrado. No entanto, as empresas de TMT’s (Tecnologia, Media e Telecomunicações) e Utilities foram o sector não estatal que mais espaço ocupou na ordem dos 10.022 metro quadrado.

As farmacêuticas e empresas de saúde arrendaram 2.178 metro quadrado. O sector dos “Serviços Empresas”, que inclui serviços de marketing, formação, agências de comunicação, entre outros, negociou 3.647 metro quadrado, 1.500 metro quadrado a mais que os “Serviços Financeiros” que chegou aos 2.052 metro quadrado.

As entidades denominadas por “Outros Serviços”, que engloba a hotelaria, publicidade, energia, outsourcing, entre outras, e as empresas de consumo, foram responsáveis por 4.234 e 5.410 metro quadrado ocupados, respectivamente.

Ver comentários
Outras Notícias