Imobiliário Belga Krest lança empreendimento de 55 milhões em Miraflores

Belga Krest lança empreendimento de 55 milhões em Miraflores

A belga Krest Real Estate Investments vai construir um empreendimento residencial com 119 apartamentos em Miraflores num investimento de 55 milhões de euros.
Belga Krest lança empreendimento de 55 milhões em Miraflores
DR
Pedro Curvelo 24 de setembro de 2019 às 13:05
A belga Krest Real Estate Investments apresentou esta terça-feira aos jornalistas o empreendimento residencial Jardim Miraflores, que representou um investimento de 55 milhões de euros.

O novo empreendimento deverá começar a ser construído em julho do próximo ano e estar concluído em 2022, indicou o CEO da Krest, Claude Kandiyoti.

O Jardim Miraflores é composto por três edifícios: uma torre de 15 pisos com 68 apartamentos, que vão de T1 a T5, e uma parte comercial numa área bruta privativa (ABP) de 10.425 metros quadrados (m2); um outro edifício de oito pisos, com 47 apartamentos e seis lofts, contando ainda com áreas de comércio e serviços e somando uma ABP de 7.385 m2; por último, um terceiro edifício com apenas dois pisos e quatro apartamentos, com uma ABP de 636 m2.

O projeto será apresentado ao público no Salão de Imobiliário de Lisboa, na segunda semana de outubro, e as pré-vendas arrancarão nessa altura. Claude Kandiyoti mostrou-se confiante que os apartamentos se venderão "muito rapidamente".

Esta é a primeira aposta de promoção residencial da Krest em Portugal, onde conta com um portefólio de 11 edifícios na zona central de Lisboa, adquiridos ao Estado no final de 2014, e onde conta com serviços públicos como arrendatários, bem como um projeto em construção no Parque das Nações para uma torre de escritórios e um hotel.

O CEO da empresa refere que o empreendimento se destina à classe média portuguesa, considerando que os preços serão "acessíveis", com valores entre os 3.500 e os cinco mil euros por metro quadrado. "Não temos como público-alvo a classe alta, o segmento 'premium'", sublinha, embora admita que as "penthouses" terão valores mais elevados e para clientes com um poder económico superior.

Claude Kandiotyi assegura ainda que a Krest pretende ficar em Portugal "no longo prazo" e irá continuar a investir no mercado nacional.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI