Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Entrega de imóveis aos bancos diminui 60% no primeiro semestre

O número de imóveis entregues pelas famílias portuguesas aos bancos por falta de meios para os pagar diminuiu 60% no primeiro semestre deste ano, face ao mesmo período do ano passado, avançou esta segunda-feira a associação dos imobiliários.

Bruno Simão/Negócios
Lusa 29 de Julho de 2013 às 10:39
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

De acordo com Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), as famílias entregaram 1.346 imóveis entre Janeiro e Junho.


No segundo trimestre, a redução do número de dações em pagamento foi de 11% face aos três meses anteriores, somando 707 imóveis, adianta a associação em comunicado divulgado esta segunda-feira.

 

Este cenário é explicado pelo presidente da associação dos imobiliários, Luís Carvalho Lima, com as medidas apresentadas pelos bancos para facilitar o pagamento de dívidas.

 

A "quebra no número de imóveis entregues em dação em pagamento face ao período homólogo tem tudo a ver com as medidas de facilitação do pagamento de dívidas, que têm vindo a ser adoptadas pelos bancos", afirmou Luís Carvalho Lima.

 

Ao contrário das famílias, os promotores enfrentaram, no segundo trimestre, maiores dificuldades, garante a associação.

 

"Apesar do número de casas entregues pelas famílias registar um decréscimo, a entrega de imóveis feita por promotores imobiliários continuam a subir", avisou o presidente APEMIP.

 

"O arrefecimento do mercado imobiliário, aliado à instabilidade económica que afecta o país, atinge de forma significativa quem investiu na promoção e no desenvolvimento de novos projectos e empreendimentos", argumentou o presidente da APEMIP, admitindo que "as dificuldades que os promotores hoje atravessam não são novidade".

 

Já em Maio, Luís Lima alegava que a descentralização das dações em pagamento para fora dos grandes centros urbanos fazia depreender que as entregas são feitas cada vez mais por promotores.

Ver comentários
Saber mais imóveis Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal APEMIP Luís Carvalho Lima
Mais lidas
Outras Notícias