Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Espírito Santo investe 168,6 milhões em Miami

A Euro Atlantic, imobiliária do Grupo Espírito Santo, investiu 168,6 milhões de euros na construção de um prédio, com 36 andares, em Miami, divulgou o presidente do conselho de administração, James Risso-Gill, em conferência de imprensa.

Ana Torres Pereira atp@negocios.pt 21 de Abril de 2004 às 16:52
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Euro Atlantic, imobiliária do Grupo Espírito Santo, investiu 168,6 milhões de euros na construção de um prédio, com 36 andares, em Miami, divulgou o presidente do conselho de administração, James Risso-Gill, em conferência de imprensa.

Este edifício «está localizado no centro financeiro de Miami», onde estava situado o Banco Espírito Santo, no entanto com uma volumetria superior, uma vez que o anterior imóvel tinha nove andares.

O «Espírito Santo Plaza» vai ter três vertentes: de habitação, escritórios e de hotelaria.

«Serão 15 pisos de escritório para arrendamento» explicou o presidente, acrescentando que «cerca de 80% já está arrendado», sendo que o contrato é celebrado por 10 anos. Os primeiros inquilinos ocuparam o edifício em Fevereiro deste ano.

A parte hoteleira será explorada pelo Conrad que viu este projecto como uma alavanca da expansão nos EUA. O hotel terá 10 pisos, com um ‘sky lobby’ no 15º andar.

A Conrad também terá a possibilidade de gerir alguns dos apartamentos habitacionais. Para este fim, a Euro Atlantic destinou 105 unidades e 11 ‘penthouse’ (últimos andares), com sete tipologias (de uma a seis assoalhadas).

James Risso-Gill explica que os apartamentos «são mais para exploração hoteleira do que para residência permanente». Os interessados poderão adquirir uma unidade e ceder a sua exploração à Conrad, em caso de utilizarem como residência poderão usufruir dos serviços do hotel.

Os apartamentos estarão todos mobilados e equipados, ao contrário das «penthouse», duplex que «são locais de residência por excelência».

A Espírito Santo direccionará a sua estratégia de ‘«marketing» para o mercado da América Latina.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias