Imobiliário Está à procura de casa? Conheça as dinâmicas da oferta e procura no primeiro semestre

Está à procura de casa? Conheça as dinâmicas da oferta e procura no primeiro semestre

A maioria da procura por arrendamento no portal Casa Yes dá-se em valores inferiores a 300 euros. Apesar do impacto do mercado de arrendamento, "a aquisição é ainda uma realidade recorrente" em Portugal.
Está à procura de casa? Conheça as dinâmicas da oferta e procura no primeiro semestre
Bruno Simão/Negócios
Wilson Ledo 06 de outubro de 2014 às 14:07

Os dados são relativos às pesquisas efectivadas no portal imobiliário Casa Yes nos primeiros seis meses de 2014.

 

Segundo a Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), "o arrendamento continua a ser uma das possíveis opções equacionadas nas pesquisas efectivadas" nesta plataforma.

 

No seu estudo de mercado relativo ao segundo trimestre, o organismo realça que se denota "por parte da banca um aumento de abertura e tentativa de captar novamente as famílias para o crédito à habitação". Contudo, a APEMIP destaca as limitações orçamentais dos agregados como a principal barreira.

 

A maioria da procura no portal Casa Yes, no que diz respeito ao arrendamento, dá-se em valores inferiores a 300 euros. Muito próxima (com 38%) encontra-se a procura por imóveis entre os 300 e os 500 euros.

 

Os valores contrapõem-se aos disponibilizados pela oferta. Segundo a APEMIP, apenas 13,5% dos imóveis deste portal registam valores inferiores a 300 euros. A maioria da oferta para arrendamento localiza-se entre os 300 e os 500 euros.

 

Apesar do impacto do mercado de arrendamento, "a aquisição é ainda uma realidade recorrente" em Portugal, correspondendo a 59,4% das pesquisas. Mais de metade procura apartamento no portal Casa Yes. Os T2 e T3 são as tipologias em destaque.

 

Grande parte (31,6%) procura imóveis para compra entre os 75 e os 125 mil euros. A habitação abaixo dos 75 mil euros ocupa a preferência de 23,9% daqueles que recorreram a este portal. Entre os 125 e os 175 mil euros estão 20,6% dos interessados.

 

Neste mercado, a oferta volta a estar desfasada da procura no que diz respeito a preços. A maioria das propostas disponíveis estava definida entre os 175 e os 250 mil euros.

 

Lisboa e Porto são os concelhos mais pesquisados.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI