Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fadesa avança com dispersão em bolsa

A Fadesa, maior promotora imobiliária espanhola não cotada, vai avançar com a dispersão de capital – confirmada no início deste mês – mesmo com o mercado espanhol a atravessar a maior queda dos últimos dez meses devido aos atentados terroristas, ontem em

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 12 de Março de 2004 às 16:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Fadesa, maior promotora imobiliária espanhola não cotada, vai avançar com a dispersão de capital – confirmada no início deste mês – mesmo com o mercado espanhol a atravessar a maior queda dos últimos dez meses devido aos atentados terroristas, ontem em Madrid.

A promotora imobiliária espanhola não tem intenção de desistir da oferta pública inicial (IPO) para vender uma parcela de 33% do seu capital, disse uma porta-voz da Fadesa em entrevista à Bloomberg, que não quis ser identificada. Esta oferta está prevista para o início de Abril, continuou a mesma fonte.

Os ataques terroristas que ontem atingiram três estações de Madrid mataram cerca de 200 pessoas e colocaram os mercados europeus em queda, temerosos com novos ataques. Em dois dias o índice espanhol Ibex registou a maior queda dos últimos 10 meses.

A Fadesa anunciou no início deste mês que vai vender uma parcela de 33% do capital através de uma oferta pública inicial (IPO) e, segundo revelou em comunicado, serão o BBVA, o Credit Suisse e a Morgan Stanley a supervisionar a operação.

Na altura, o site «Invertia» noticiou que os principais accionistas da Fadesa – entre os quais a família do actual presidente, Manuel Jove, a Morgan Stanley, a Caja Espanha e a Inditex – deverão vender parte das suas participações.

A operação de dispersão do capital poderá ter surgido como resultado da pressão feita sobre a empresa pela Morgan Stanley, que não conseguiu vender a sua participação de 10% na Fadesa, revelou o «Invertia».

Outras Notícias