Imobiliário Ikea quer vender apenas mobília reciclada e renovável até 2030

Ikea quer vender apenas mobília reciclada e renovável até 2030

O Ikea tem planos para usar apenas materiais reciclados e renováveis nos seus produtos até 2030. A medida faz parte de um compromisso da marca para reduzir o seu impacto no meio ambiente.
Ikea quer vender apenas mobília reciclada e renovável até 2030
Raquel Murgeira 07 de junho de 2018 às 15:17

A Inter Ikea, dona de um dos maiores retalhistas de mobília do mundo, planeia usar apenas materiais renováveis e reciclados nos seus produtos até 2030. Este é o mais recente compromisso da marca que vai ao encontro da estratégia de sustentabilidade do grupo, segundo adianta a Reuters.

A retalhista quer reduzir o impacto no meio ambiente de cada um dos seus produtos em cerca de mais de dois terços até ao final da próxima década.

Actualmente, cerca de 60% da gama de produtos é baseada em materiais renováveis, enquanto 10% contém materiais reciclados, segundo avança a própria marca.

"Através do nosso tamanho e alcance temos a oportunidade de inspirar e permitir que as pessoas vivam uma vida melhor, dentro dos limites do planeta", afirmou Torbjorn Loof, CEO da Inter IKEA, citado na agência noticiosa. "Estamos comprometidos em assumir a liderança, trabalhando em conjunto com todos – desde fornecedores de matérias-primas até aos nossos clientes e parceiros", acrescentou.

O plano da Inter Ikea é o primeiro que visa abranger todas as lojas do Ikea. No total existem 418 lojas em 49 mercados.

A Inter Ikea anunciou também que pretende remover todos os produtos de plástico descartável que sejam utilizados pelo grupo até 2020.

As 250 maiores empresas do mundo são responsáveis por cerca de um terço de todas as emissões de gases estufa produzidos pelo homem e poucas têm metas concretas para reduzir o seu impacto no meio ambiente e diminuir as alterações climáticas, de acordo com a Reuters.

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI