Imobiliário Imobiliário comercial abranda para os 969 milhões

Imobiliário comercial abranda para os 969 milhões

Os estrangeiros e fundos de investimento pesam a maior fatia. A perspectiva da consultora JLL é de que o investimento este ano possa ficar perto dos 1.800 milhões aplicados em 2015.
Imobiliário comercial abranda para os 969 milhões
Miguel Baltazar
Wilson Ledo 28 de novembro de 2016 às 16:25

O investimento em imobiliário comercial português atingiu os 969 milhões de euros até Setembro, revelando um ligeiro decréscimo face ao ano recorde de 2015.

Os estrangeiros representam 92% das transacções em valor, apurou a consultora imobiliária JLL. Os fundos de investimento são a classe mais activa no mercado português, concentrando mais de metade do volume das operações.


"Perspectivamos que o investimento aumente na recta final do ano, atingindo-se um valor total em 2016 perto dos 1.800 milhões de euros transaccionados no ano passado", considera o responsável pela área de investimento Fernando Ferreira em comunicado.


Os escritórios e o retalho são os activos mais procurados, reunindo 85% do montante investido. O último tipo de imobiliário mantém-se "dinâmico, animado pelo aumento das vendas a retalho, pela solidez da confiança dos consumidores e pelo crescimento do turismo".


Nas áreas "premium" para o retalho, com o comércio de rua, a renda atinge os 120 euros por mês por metro quadrado no Chiado, em Lisboa, e os 55 euros na Rua de Santa Catarina, no Porto.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI