Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Investimento em activos de rendimento imobiliário no 1º trimestre foi apenas estrangeiro

79% do investimento imobiliário em activos de rendimento no 1º trimestre do ano corresponde ao mercado de retalho e 21% ao mercado de escritórios.

Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 29 de Maio de 2014 às 17:34
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Foram investidos 28 milhões de euros em activos de rendimento no sector imobiliário em Portugal no primeiro trimestre do ano. O investimento foi exclusivamente estrangeiro, revela um relatório da consultora JLL.

 

O retalho foi o principal alvo dos investidores, uma vez que captou 79% do volume de investimento. Os restantes 21% correspondem à venda de um único escritório.

 

"Desde meados do ano passado que se tem assistido a um crescente interesse por parte dos investidores estrangeiros em adquirir activos imobiliários em Portugal. Os 28 milhões de euros de imobiliário de rendimento traduzem um valor ainda tímido face aos negócios de grande volume que estão em perspectiva, mas é natural que assim seja nos primeiros meses do ano", comenta o director geral da JLL Portugal, Pedro Lancastre, citado num comunicado enviado às redacções esta quinta-feira, 29 de Maio.

 

O comércio de rua é um dos alvos de preferência dos investidores estrangeiros no mercados imobiliário português. Em Lisboa, as marcas de luxo continuam a intensificar a procura de lojas na Avenida da Liberdade e, depois de 10 novas aberturas em 2013, outras sete marcas de referência internacional deverão abrir espaço nesta artéria em 2014.

 

Regista-se também um ressurgimento da procura de centros comerciais numa tendência visível no aumento das posições dos actuais proprietários, como a compra dos restantes 50% do CascaiShopping pelo Sierra Fund (2013) e de operações semelhantes para o Albufeira Shopping e Continente de Portimão, pelo Sierra Portugal Fund.

 

O relatório refere ainda a dinamização proveniente do arrendamento e compra de  apartamentos turísticos e a compra de edifícios para reabilitar. A impulsionar o investimento no mercado residencial, explica o relatório da JLL, estão os "Golden Visa", que facilitam a permanência de estrangeiros em Portugal perante aquisição de um imóvel no valor igual ou superior a 500 mil euros.

 

Com todo o processo de reanimação do mercado de investimento, as yields inverteram a tendência dos últimos anos, iniciando um percurso de descida. Com excepção dos retail parks, todos os segmentos apresentaram, no 1º trimestre, yields mais baixas do que em igual período do ano passado.

 

O mercado de arrendamento de escritórios começa a registar uma evolução positiva. O arrendamento de 17.258 metros quadrados no primeiro trimestre representa um aumento de 42% face ao mesmo período do ano passado, sendo que 55% desta área é garantida pela entrada de novas empresas no mercado ou pela expansão de área de empresas já existentes.

Ver comentários
Saber mais JLL Portugal mercado imobiliário activos de rendimento escritórios retalho
Mais lidas
Outras Notícias