Imobiliário Lisboa propõe 30 milhões e terrenos para terminar conflito com Colombo

Lisboa propõe 30 milhões e terrenos para terminar conflito com Colombo

A dona do centro comercial Colombo reclamava 150 milhões de euros a Lisboa. A autarquia tem uma alternativa. A mesma será apreciada pela Assembleia Municipal esta terça-feira, 23 de Fevereiro.
Lisboa propõe 30 milhões e terrenos para terminar conflito com Colombo
Bruno Simão/Negócios
Negócios 23 de fevereiro de 2016 às 10:15

A Câmara Municipal de Lisboa quer pagar à dona do centro comercial Colombo mais de 30 milhões de euros – em prestações semestrais até 2025 - e ceder-lhe por 99 anos um terreno de cinco mil metros quadrados.

O objectivo é colocar fim a dois litígios judiciais nos quais a empresa Centro Colombo – Centro Comercial, detida pela Sonae Sierra, exige um total de 150 milhões de euros, incluindo juros de mora.

A proposta foi subscrita pelo autarca Fernando Medina e aprovada a 23 de Dezembro pelo executivo municipal. De acordo com o Diário de Notícias deverá ser apreciada esta terça-feira, 23 de Fevereiro, pela Assembleia Municipal.

Um dos casos está relacionado com a construção das infraestruturas viárias na envolve do centro comercial. O outro diz respeito à emissão do alvará da edificação das duas torres do complexo, recorda o Diário de Notícias.




pub