Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Pestana prevê subida menor nas vendas no Brasil e Argentina em 2005

O grupo Pestana prevê aumentar o volume de negócios no Brasil e Argentina em 15% este ano, para 100 milhões de reais (34 milhões de euros), avança o jornal «A Gazeta Mercantil», que cita Francisco Lopes, presidente do grupo na América do Sul. O responsáve

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 23 de Agosto de 2005 às 15:16
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O grupo Pestana prevê aumentar o volume de negócios no Brasil e Argentina em 15% este ano, para 100 milhões de reais (34 milhões de euros), avança o jornal «A Gazeta Mercantil», que cita Francisco Lopes, presidente do grupo na América do Sul. O responsável aponta a valorização do real face ao dólar e ao euro como responsável pelo abrandamento do crescimento face aos 25% registados em 2004.

Segundo o jornal brasileiro, citado pela «Presstur», «a evolução do lucro bruto também será mais tímida» do que em 2004, quando aumentou em 62%, para 26,5 milhões de reais (cerca de 8,9 milhões de euros). No ano passado, a facturação subiu 25% para 86,6 milhões de reais (cerca de 29 milhões de euros).

O grupo prevê este ano atingir um crescimento dos resultados operacionais em 28% para os 34 milhões de reais (cerca de 11,4 milhões de euros), quando no primeiro trimestre tinha indicado um aumento em 30% para os 3,6 milhões de euros.

A valorização do real face ao dólar e ao euro, tornando o destino mais caro para os turistas estrangeiros e mais acessíveis as viagens internacionais para os brasileiros, é o factor destacado por Francisco Lopes para o abrandamento da taxa de crescimento do Pestana Hotéis & Resorts.

O mesmo responsável referiu ao jornal que nos primeiros sete meses do ano a facturação do grupo na América do Sul teve um crescimento de 15% face ao período homólogo, com uma taxa de ocupação média de 67%.

As unidades de São Paulo, com 53%, e de Curitiba, a mais recente do grupo, com 45%, são referidas como tendo taxas de ocupação inferiores à média. Ainda segundo a «Gazeta Mercantil», Francisco Lopes admitiu um adiamento dos projectos de expansão no Brasil, devido à evolução cambial, embora adiantando que prevê uma recuperação do dólar e do euro no próximo ano.

Grupo inaugura pousada em Salvador em Outubro mas tem mais projectos

Além da inauguração, em Outubro, da Pousada do Carmo, em Salvador, Bahia, os projectos do grupo no Brasil incluem um «resort» na região de Fortaleza e projectos para Manaus e Foz do Iguaçu, explica o jornal.

O grupo Pestana conta com seis unidades no Brasil — Rio de Janeiro, Angra dos Reis, São Paulo, Curitiba, Salvador e Natal —, que representa cerca de 20% do volume de negócios global do grupo, e uma na Argentina, em Buenos Aires e, segundo a «Gazeta Mercantil», a presença no Chile, na Venezuela e no Peru faz parte dos planos do grupo.

A notícia do jornal brasileiro surgiu na sequência da reunião geral do grupo, entre quarta e sexta-feira passadas, em Curitiba, na qual participou o vice-presidente do grupo, Luigi Valle.

Outras Notícias