Imobiliário Preço das casas mantém ritmo da subida no segundo trimestre com avanço de 15%

Preço das casas mantém ritmo da subida no segundo trimestre com avanço de 15%

As casas em Portugal continuam a encarecer. Desde 2017, a valorização dos imóveis residenciais tem rondado os 15% nos últimos dois anos.
Preço das casas mantém ritmo da subida no segundo trimestre com avanço de 15%
Alexandre Azevedo
Ana Batalha Oliveira 04 de setembro de 2019 às 12:29

O preço de venda das casas em Portugal voltou a subir nos três meses que terminaram em junho, mantendo o ritmo de crescimento – em torno de 15% - que se tem verificado desde 2017.

 

O preço das casas aumentou, no segundo trimestre, 14,8% em termos homólogos e 3,9% em cadeia, revela a Confidencial Imobiliário no âmbito do Índice de Preços Residenciais.

 

Desde julho de 2017 que a valorização homóloga do preço das casas se mantém em torno dos 15%. O maior salto neste ciclo registou-se no final de 2018, nos meses de outubro e novembro, que viram subidas superiores a 17%.

Em termos trimestrais, a tendência é também de estabilização no ritmo da subida, com as variações a manterem-se entre os 3% e os 4% desde meados de 2017. Este é o maior ciclo de valorizações em cadeia desde 2007. 

 

"Não obstante o mercado manter uma forte valorização, os níveis de preço entretanto atingidos parecem estar a refrear as expectativas dos operadores, que se mostram cada vez mais cautelosos quanto à evolução dos preços", nota Ricardo Guimarães, Diretor da Confidencial Imobiliário. 

"O próprio mercado está a reagir a esta tendência de valorização, com o lançamento robusto de nova oferta. São cerca de 93 mil novos fogos em pipeline desde 2017, um volume que é encarado pelos agentes imobiliários como uma importante resposta para estabilizar a subida de preços, tendo o potencial para resolver a pressão da procura e a falta de oferta no mercado", acrescenta.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI