Imobiliário Público: Vistos gold voltam a acelerar

Público: Vistos gold voltam a acelerar

Nos três primeiros meses do ano foram concedidos 377 vistos gold, quase metade dos pedidos aprovados em 2015, segundo o Público. Os investidores chineses lideram a lista, mas pedidos angolanos e brasileiro estão a crescer.
Público: Vistos gold voltam a acelerar
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 18 de abril de 2016 às 11:07

A atribuição de autorizações de residência a investidores estrangeiros voltou a acelerar no primeiro trimestre deste ano. Depois da queda registada em 2015, nos primeiros três meses deste ano, foram atribuídos 377 "vistos gold", quase metade dos 766 pedidos cedidos ao longo de 2015, de acordo com os dados citados pelo Público.

 

Só no mês de Março foram concedidas 168 autorizações, o valor mais alto deste Novembro, data em que foi noticiada a Operação Labirinto, que investiga indícios de corrupção na atribuição destas autorizações de investimento. Esta operação levou à detenção e acusação de altos quadros do Estado bem como à demissão do ministro da Administração Interna, Miguel Macedo.

 

De Janeiro a Março deste ano o investimento captado por este programa situou-se nos 233 milhões de euros, com os investidores chineses a continuarem a liderar a lista de autorizações emitidas. No entanto, segundo o Público, o número de pedidos de investidores angolanos e brasileiros está a aumentar, devido à crise actual nestes dois países.

 

Desde o arranque do programa, em finais de 2012, foram captados 1.925 milhões de euros para Portugal. Devido ao impacto da investigação judicial no âmbito da operação Labirinto, em 2015, o investimento através de "vistos gold" caiu para metade.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI