Imobiliário Preços das casas no Porto sobem 150 euros/m2 em seis meses

Preços das casas no Porto sobem 150 euros/m2 em seis meses

O preço mediano por metro quadrado das casas situou-se nos 1.031 euros no segundo trimestre, mais 2% do que nos primeiros três meses do ano e 6,4% acima do período homólogo. Na cidade do Porto, o preço por metro quadrado aumentou em 150 euros nos primeiros seis meses do ano.
Preços das casas no Porto sobem 150 euros/m2 em seis meses
Alexandre Azevedo
Pedro Curvelo 31 de outubro de 2019 às 11:08
O preço mediano por metro quadrado das casas em Portugal situou-se nos 1.031 euros no segundo trimestre, mais 2% do que nos primeiros três meses do ano e 6,4% acima do período homólogo, indicam os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) revelados esta quinta-feira. Já no primeiro trimestre a subida homóloga havia sido de 6,4%.

Existem 45 municípios com um preço mediano superior à média nacional, refere o INE, dos quais 14 no Algarve e 14 na Área Metropolitana de Lisboa.

O município do Porto ocupa o oitavo lugar entre os concelhos mais caros, com um preço mediano de 1.762 euros por metro quadrado, tendo os valores aumentado 20,7% em termos homólogos e 4,75% face aos primeiros três meses do ano. Nos primeiros seis meses do ano, o valor por metro quadrado na Invicta aumentou 150 euros.

A cidade de Lisboa mantém-se como o local mais caro, com um valor mediano por metro quadrado (m2) de 3.154 euros, o que traduz uma subida de 1,4% face ao primeiro trimestre e de 14,6% quando comparado com o segundo trimestre do ano passado. Face a dezembro de 2018, os preços subiram 144 euros.

Atrás da capital surgem os municípios de Cascais (2.478 euros/m2), Oeiras (2.134 euros/m2), Loulé (2.018 euros/m2) e Lagos (1.875 euros/m2). 
 

Preço de casas novas em Lisboa já supera os 4.000 euros/m2

O valor mediano por metro quadrado nas habitações novas em Lisboa superou no segundo trimestre os 4.000 euros, ascendendo a 4.049 euros, mais 97 euros do que no trimestre anterior. Já nas casas usadas, os preços subiram 46 euros, para 3.065 euros por metro quadrado.

Na capital, a freguesia mais cara, a de Santo António, superou a fasquia dos cinco mil euros por metro quadrado, com um valor mediano de 5.131 euros, mais 25% do que no segundo trimestre do ano passado. Ainda acima dos 4.500 euros/m2 figuram as freguesias da Misericórdia (4.718 euros/m2) e Santa Maria Maior (4.509 euros/m2), com subidas homólogas de 21,2% e 24,1%, respetivamente.

A freguesia de Marvila apresenta o maior aumento nos preços em termos homólogos: os 2.855 euros por metro quadrado situam-se 85% acima do registado um ano antes.

O Parque das Nações é a única freguesia onde os preços recuaram em termos homólogos, com uma queda de 5,5%, para 3.302 euros por metro quadrado.

Porto já tem três freguesias acima dos 2.000 euros/m2

Na cidade do Porto, o valor mediano por metro quadrado já supera a fasquia dos dois mil euros em três freguesias, mais duas do que no primeiro trimestre do ano.

A União das freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde continua a ser a mais cara, com um valor de 2.346 euros por metro quadrado, o que representa uma subida homóloga de 9,5%. Seguem-se a União das freguesias de Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória (2.081 euros/m2) e a União das freguesias de Lordelo do Ouro e Massarelos (2.058 euros/m2), que registaram aumentos homólogos de 17,1% e 18,8%, respetivamente.

A freguesia do Bonfim apresenta a maior subida homóloga nos preços, que atingem os 1.785 euros/m2. 

(Notícia atualizada com mais informação às 11:26)



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI