Indústria Accionistas da Inapa decidem se pagam quase dois milhões de dividendos ao Estado

Accionistas da Inapa decidem se pagam quase dois milhões de dividendos ao Estado

O Estado e a Inapa entraram em litígio sobre dividendos de 2014. O tribunal deu, em parte, razão ao Estado. Sete meses depois, a Inapa convocou os accionistas para se pronunciarem sobre o pagamento de quase dois milhões de euros em dividendos ao Estado.
Accionistas da Inapa decidem se pagam quase dois milhões de dividendos ao Estado
Sara Antunes 18 de abril de 2017 às 18:15

A Inapa emitiu um comunicado a convocar os seus accionistas para uma reunião no próximo dia 28 de Abril. Em cima da mesa está a discussão sobre o pagamento de dividendos referentes ao exercício de 2014.

 

O Estado e a Inapa entraram em litígio por causa do pagamento de dividendos referentes àquele ano. Em causa estão 1,97 milhões de euros.

 

Em Setembro soube-se que o tribunal deu, em parte, razão à Parcaixa – na altura era a empresa que detinha a participação no capital da Inapa – anulando a reunião de accionistas que impediu a empresa do Estado de receber dividendos da distribuidora de papel. Mas a decisão judicial não era clara sobre o reembolso destes dividendos.

 

Em Dezembro, em entrevista ao Negócios, o presidente da Inapa, Diogo Rezende, revelou que a decisão sobre o pagamento estava nas mãos dos accionistas, tendo sido, de acordo com o responsável, essa a decisão do tribunal. A decisão sobre distribuir dividendos ao Estado, referentes a 2014, será "analisada pelos accionistas e os accionistas decidirão na próxima assembleia-geral, com a aprovação também das contas do ano de 2016. E, portanto, em função dos elementos que nessa altura se possam apresentar, haverá certamente uma proposta, mas que tem que esperar por esse fecho de contas. A decisão do tribunal foi: a assembleia geral terá que se pronunciar sobre esta distribuição de resultados".

 

O Estado detém cerca de 33% da Inapa, através da CGD (que incorporou a totalidade do capital da Parcaixa em Janeiro, no âmbito do aumento de capital do banco público), sendo o segundo maior accionista o Millennium BCP, com cerca de 31% do capital.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI