Indústria Alemães da Ara transferem para Seia a produção do sapato mais vendido

Alemães da Ara transferem para Seia a produção do sapato mais vendido

Investimento tecnológico de três milhões de euros permitiu trazer os modelos da linha München para a fábrica portuguesa.
Alemães da Ara transferem para Seia a produção do sapato mais vendido
Direitos Reservados
António Larguesa 21 de julho de 2014 às 19:39

A multinacional alemã Ara anunciou esta segunda-feira, 21 de Julho, que transferiu a produção do seu "best-seller" para a fábrica de Seia. Este modelo será "um dos principais impulsionadores do aumento do volume de produção" da unidade portuguesa, que no final deste ano vai ultrapassar a fasquia do milhão de pares de sapatos.

 

Só a linha München, que é a mais vendida pela marca, vai contribuir com cerca de 172 mil pares, dos quais 117 mil dizem respeito à colecção Outono / Primavera. Segundo explicou fonte oficial, a transferência da produção deste modelo para Seia – onde os alemães estão desde 1991 e empregam perto de 320 pessoas – é resultado de um investimento recente de três milhões de euros.

 

Em causa esteve a instalação de uma DIP (injecção directa de poliuretano) na fábrica de Seia, uma tecnologia que criou mais de 50 novos postos de trabalho e cuja implementação vem permitir agora a produção de uma "diversidade mais extensa de modelos" deste calçado de conforto.

 

Presente em Portugal desde 1974 – encerrou entre 2006 e 2009 as suas duas unidades industriais em Vila Nova de Gaia, onde chegou a empregar mais de mil trabalhadores –, a Ara Shoes Portuguesa factura cerca de 20 milhões de euros por ano. Só a partir de 2003 é que os sapatos Ara passaram a estar à venda nas sapatarias portuguesas, contando actualmente com cerca de 40 pontos de venda no País.




Marketing Automation certified by E-GOI