Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Belmiro faz 75 anos no domingo mas antes deixa de ser CEO da Sonae Indústria

Belmiro de Azevedo abandona a liderança executiva da Sonae Indústria menos de um ano depois de ter passado a ocupar essa função.

Paulo Duarte
Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 15 de Fevereiro de 2013 às 20:55
  • Assine já 1€/1 mês
  • 10
  • ...

Belmiro de Azevedo tinha um “objectivo pessoal”. “Deixar de exercer funções executivas imediatamente antes de cumprir 75 anos de idade”. Este domingo, 17 de Fevereiro, o empresário completa as “bodas de diamante” de vida. Dois dia antes, a 15 de Fevereiro, abandona as funções de presidente executivo da Sonae Indústria.

 

O empresário, dono da Efanor que é a principal accionista da Sonae Indústria com 51,4%, sai da direcção executiva mas mantém-se como presidente do conselho de administração, decidiu o conselho de administração esta sexta-feira, indica a empresa em comunicado enviado através da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).


A permanência neste cargo manteve-se por menos de um ano, já que Belmiro de Azevedo assumiu essa posição a 30 de Março de 2012. Acumulou, desde aí, as funções de CEO e de “chairman” (presidente do conselho de administração) - agora fica apenas como "chairman". Belmiro é também, além de "chairman", CEO da Sonae Capital, mas o Negócios não conseguiu confirmar se o empresário também irá abandonar as funções executivas desta empresa ligada ao turismo.

 

“Durante o último ano, Belmiro de Azevedo, esteve mais próximo da Sonae Indústria, como CEO, tendo tido a possibilidade de preparar a organização bem como a estratégia de longo prazo da empresa para torná-la sustentável e a criar valor para os accionistas”, indica o comunicado da empresa de aglomerados de madeira.

 

A empresa apresentou prejuízos de 58 milhões de euros em 2011. Os resultados anuais relativos a 2012 serão divulgados a 27 de Fevereiro. Nos primeiros nove meses do ano passado, a Sonae Indústria obteve prejuízos de 69 milhões de euros, quando tinha apresentado um resultado líquido negativo de 54 milhões em igual período do ano anterior.

 

Rui Correia volta a CEO único

 

Para CEO da Sonae Indústria entra agora Rui Correia, que ocupou já funções de presidente executivo entre Julho de 2011, quando Bianchi de Aguiar abandonou o cargo, e Março de 2012, quando Belmiro de Azevedo o substituiu.

 

Nessa altura, Rui Correia encontrava-se numa co-liderança executiva com João Paulo dos Santos, que passa a responsável operacional (chief operating officer, COO). Este último mantém-se como responsável pelas vendas na Europa do Sul. A cotada marca presença em Portugal, França e Espanha,

 

Como responsável da área industrial e tecnológica da Europa do Norte permanece Jan Kurt Bergmann, que assume funções também de presidente operacional (COO). Nesta área, a Alemanha é um mercado em que a Sonae Indústria marca presença.


A Efanor, accionista maioritária detida por Belmiro de Azevedo, vai propor, em assembleia de accionistas a 12 de Abril, George Christopher Lawrie para presidente financeiro (CFO), cargo ocupado até aqui por Rui Correia.

 

Para que Lawrie passe a fazer parte do conselho de administração, será votada, na mesma altura, a proposta de alargamento do mesmo de sete para oito membros. Além de Rui Correia, João Paulo Santos e Jan Kurt Bergmann, fazem parte do “board” Albrecht Ehlers e Javier Azpilicueta. Belmiro de Azevedo é o presidente, sendo co-adjuvado por Paulo Azevedo.

Ver comentários
Saber mais Belmiro Azevedo Sonae Indústria Rui Correia
Mais lidas
Outras Notícias