Indústria Fisipe vai encerrar produção de fio contínuo e reduzir até 60 trabalhadores

Fisipe vai encerrar produção de fio contínuo e reduzir até 60 trabalhadores

A Fisipe, empresa de produção de fibras acrílicas com fábrica no Barreiro, anunciou hoje a decisão de encerrar a sua produção de fio contínuo e que está em curso a redução de efectivos que pode abranger até 60 trabalhadores.
Fisipe vai encerrar produção de fio contínuo e reduzir até 60 trabalhadores
Lusa 13 de abril de 2018 às 20:41

"Nos últimos anos, a empresa tem apresentado resultados negativos e tem vindo a perder competitividade, o que impôs a necessidade de mudanças estruturais. A principal razão é a abrangente mudança estrutural do mercado mundial, provocada pelos produtores asiáticos altamente competitivos", informou a empresa em comunicado.

 

A administração da Fisipe, empresa que foi adquirida pelo grupo alemão da SGL em 2012, anunciou um conjunto de medidas que visam assegurar a "futuro potencial da produção em Portugal".

 

"Em linha com a estratégia da empresa de transformar a Fisipe de um fabricante de fibras têxteis tradicionais num fabricante percursor e de fibras acrílicas especiais, vai concentrar-se a, partir de agora, na sua actividade principal, a produção de fibra acrílica e percursor de carbono", esclarece.

 

A empresa confirmou que vai encerrar a sua produção de fio contínuo e que vai avançar com uma "reorganização profunda da sua estrutura".

 

"Está em curso uma redução de efectivos que pode abranger até 60 trabalhadores. Esta redução vai acontecer em duas fases: a primeira até ao fim de agosto de 2018 e a segunda até ao fim de Março de 2019", frisa o documento, acrescentando que a empresa tem cerca de 350 trabalhadores.

 

Fundada em 1973, de empresa fundamentalmente produtora de fibras têxteis foi-se tornando ao longo da sua vida produtora de fibras acrílicas especiais, com uma capacidade de produção anual de 50.000 toneladas de fibras.

 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI