Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

França considera "inaceitável" que vacina da Sanofi chegue primeiro aos EUA

"O governo dos Estados Unidos tem o direito à maior encomenda porque investiram, assumindo o risco", justificou o CEO da Sanofi.

vacina
DR
Negócios com Bloomberg 14 de Maio de 2020 às 11:41
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

O Governo francês considera "inaceitável" que a vacina da farmacêutica francesa Sanofi seja entregue aos Estados Unidos em primeiro lugar, tal como o CEO da empresa defendeu, tendo em consideração o investimento que Washington fez no projeto que deu origem à vacina. A discussão é lançada numa altura em que a eficácia da vacina ainda não foi comprovada.

"Para nós, seria inaceitável que houvesse um acesso privilegiado para este ou aquele país com um pretexto que seria financeiro", afirmou um representante do ministério da Economia francês, em declarações a uma rádio.

"O governo dos Estados Unidos tem o direito à maior encomenda porque investiram, assumindo o risco", justificou o CEO da Sanofi, Paul Hudson. Por sua vez, os Estados Unidos, que reforçaram o investimento neste projeto em fevereiro, têm a expectativa de ter prioridade no recebimento das vacinas. 

A Sanofi tornou-se parceira da rival britânica GlaxoSmithKline neste projeto financiado pelo governo norte-americano, e diz ter a capacidade para a produção de 600 milhões de doses por ano, que podem depois ser duplicadas.

Ver comentários
Saber mais França Sanofi Estados Unidos EUA Washington Governo economia negócios e finanças política diplomacia
Mais lidas
Outras Notícias