Indústria Governo quer lançar concurso único para explorar lítio antes das eleições

Governo quer lançar concurso único para explorar lítio antes das eleições

O Governo pretende lançar um único concurso público para a concessão para as nove áreas com potencial de extracção e exploração de lítio antes das eleições legislativas de 6 de outubro. Objetivo é atrair um grande grupo internacional e alcançar escala.
Governo quer lançar concurso único para explorar lítio antes das eleições
Negócios 11 de março de 2019 às 08:22

O Governo pretende lançar um único concurso público para a concessão para as nove áreas com potencial de extracção e exploração de lítio antes das eleições legislativas de 6 de outubro, revela o secretário de Estado da Energia em declarações à edição desta segunda-feira do Público.

João Galamba refere que o objetivo de agregar as nove áreas identificadas com potencial de extração de lítio num único concurso internacional é "viabilizar a entrada de um grande ‘player’ internacional no setor".


O governante sublinha que o Executivo pretende "garantir que conseguimos fazer isto com escala, de modo a justificar a construção de uma unidade fabril em Portugal".


Galamba assegura que a Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) já tem todo o trabalho pronto. Ainda assim, não se compromete com prazos. Isto porque, explica, decorre ainda a articulação entre as organizações estatais que tutelam o ambiente.


"Não queremos correr o risco de lançar um concurso e depois vir a Agência Portuguesa do Ambiente ou outro organismo do ordenamento do território invocar que naquela área não pode haver prospeção ou exploração", defende. "Não queremos esse embaraço", reforça Galamba, ressalvando que serão necessários na mesma a avaliação e os estudos de impacte ambiental.


O jornal assinala que o relatório do Grupo de Trabalho do Lítio, entregue à tutela há já dois anos, referia que a viabilidade da exploração daquele minério à escala nacional corria o risco de ficar comprometida caso se optasse pela "criação de projetos individuais não económicos".


Atualmente já decorrem projetos individuais de prospeção em Montalegre e Boticas, estando empresas australianas envolvidas em ambas as concessões.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI